domingo, 29 de dezembro de 2013

Vão para o inferno!... Isso é que é evangelismo!

FreePik

Esta frase "meiga", foi o tema da pregação do nosso irmão Rodson Vieira no último dia 28 de dezembro na confraternização do grupo de evangelismo.
Uma mensagem inspiradora tomando como base Isaías 52.7 que diz:

"Como são belos nos montes, os pés daqueles que anunciam boas-novas, que proclamam a paz, que trazem boas notícias, que proclamam salvação, que dizem a Sião: 'O seu Deus reina!'"

 O "ir para o inferno" representa todas as comunidades que visitamos durante o ano. Por muitas delas, nos deparamos com drogados, traficantes, adúlteros, homossexuais, assaltantes, ateus, e todas as prerrogativas do que o mundo oferece de ruim. Mas também encontramos gente muito boa, pessoas que nos pedem orações, uma palavra de conforto e até mesmo pedem os nossos ouvidos emprestados para desabafar um problema, e na solidão, encontram em nós evangelistas alguém para conversar.

Sou grato a Deus e aqui glorifico o seu santo nome por ter me colocado junto a irmãos e irmãs comprometidos com o evangelho. Não saímos levando "placa de igrejas", saímos na esperança de que aquela tarde, as vezes debaixo de um sol escaldante, alguém possa dizer: "Eu aceito a Cristo como meu único Salvador".

E para finalizar o ano, nos reunimos para nos confraternizarmos. Vejam as fotos no FaceBook clicando aqui!

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

A poltrona do bom pastor

Divulgação


Majestosa. Indiferente às demais. Prepotente em seu lugar de destaque. A poltrona do Bom Pastor hoje se diferencia das demais se esquecendo de que outrora, já foi uma cadeira de plástico.

As vezes, tento imaginar, com será o trono de Jesus Cristo que está sentado à direita de Deus Pai. Pois quando Jesus veio ao mundo, não se viu Nele arrogância, vaidade nem ao menos indiferença alguma entre os demais. Sentando-se e comendo com publicanos, lavando os pés dos seus discípulos, Jesus sempre falava das menores coisas. Foi assim quando falou sobre João Batista; quando repreendeu os discípulos sobre as crianças; quando falou sobre a fé do tamanho de uma semente de mostarda. Mas hoje, a poltrona do Bom Pastor eleva-se frente às outras. Sua espuma, mais confortável, seu acabamento impecável se faz presente no altar. As outras, ó pobres cadeiras de plástico, tem apenas que ficar ali, aguentando toda a sorte de peso, solavancos, inclinações e balanços.

A poltrona do Bom Pastor, esqueceu do tempo em que era uma reles cadeira de plástico. Hoje em seu altar, alicerçado em concreto coberto em porcelanato, já não lembra mais, da igrejinha de chão batido onde o seu primo, o púlpito, torcia para que água nenhuma encostasse nele para que este não inchasse.

A sua santidade poltrona, não lembra do tempo em que ia de lá para cá junto com as demais cadeiras sob uma carroça, para as praças, para pregar o evangelho. Porque poltrona esquecestes esse tempo? Será que a teologia pregada por outros pastores a contaminou? Ou vendo tu aí de cima do altar as demais cadeiras disse em teu íntimo: “Serei semelhante ao altíssimo?”

Oh poltrona! Desce do altar! Vem congregar novamente com as cadeiras de plástico. Retira o teu acabamento de linho, os teus enchimentos de espuma da NASA e volta ao evangelho puro e simples. Pois as demais cadeiras, coitadas, muitas vezes com as pernas tortas, não querem ouvir de ti sobre os jantares, prêmios e ocasiões especiais que tu foi. Mas querem sim ouvir sobre as tuas visitas aos órfãos e as viúvas. Querem ouvir de ti como foi tua visita aos presídios e as comunidades carentes.

E, ao apagar das luzes do templo, por favor, não seja indiferente com as surradas cadeiras. Muitas estão com chicletes pregados nelas. Já outras, a criança pulava durante todo o culto sobre ela. Ah, e não esqueça daquela que não aguentou a pressão e quebrada, encostada no canto da igreja, gostaria que você passasse por ela e lhe dissesse: “Vem, vamos conversar, Jesus te ama!”

Eureka! Já sei! Vamos mudar todas as cadeiras de plástico para poltronas!... Mas, será que tu poltrona do altar vai gostar que todos sejam como tu és? Pensando bem, por que tu é que não voltas a ser uma cadeira de plástico? Assim, poderás sair com as demais cadeiras mundo a fora enfrentando trombadas e solavancos. Mas então é porque tu já fizeste isto por muito tempo que hoje não farás mais?

Tu poltrona, voltas ao primeiro amor. Teu Bom Pastor que aí te colocou, não foi para te exaltar. As outras que estão contigo em cima do altar, almejam serem poltronas como tu, mas as suas pernas as denunciam que ainda são – e nunca deveriam deixar de serem, apenas cadeiras.

O teu Bom Pastor, quando te usa, deixa as demais cadeiras eufóricas. Mas o teu Bom Pastor não é adepto a vaidades. Porque tu, oh serva, tem que ser diferente? Não sabes tu que Ele – o teu Bom Pastor, pode usar de qualquer cadeira da congregação inclusive para te repreender?

Tu ocupas um lugar de honra ai no altar, mas deveria, por teu privilégio ser uma cadeira menor dentre todas as demais. Ser serva do Bom Pastor é para que tu ensines às outras cadeiras, como se tornarem poltronas, não como a tua magnitude que o Bom Pastor te constituiu, mas reconhecendo o teu lugar de submissão.

Quem dera um dia, eu possa vê na congregação, que as cadeiras que tu olha aí de cima, virem poltronas, mas tu se faça a menor e a mais bela cadeira. Disseram-me que um filósofo por nome Sócrates, disse que todo homem deveria uma vez por semana dormir no chão, sem travesseiro e sem cobertor apenas para entender o quanto somos pequenos e não precisamos de muito para viver.

Quem sabe para ti oh poltrona, recolher-se ao depósito, partilhar das aventuras das demais cadeiras que são transportadas para diversos lugares, possa assim ti fazer entender que tu és poltrona, mas Deus espera que tu sejas sempre, apenas, uma cadeira de plástico.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Deus é maravilhoso! E a chuva virá!

Divulgação


Vou lhes contar uma história. Você poderá acreditar ou não. Mas as poucas pessoas que falei pessoalmente sabem de todo o processo. Quem dera eu ter comentado com ateus, descrentes, afastados, mas enfim, tudo é no momento certo. Nesta história, não existe coincidência, mas sim um poder maior, vivo, maravilhoso e que a cada dia me deixa mais apaixonado - o poder de Deus.

Há algumas semanas atrás em minhas orações, Deus colocou no meu coração a necessidade de fazer algo pelos irmãos que sofrem no sertão pela seca que já é considerada a maior dos últimos 50 anos. E como sempre, busco a confirmação do que Deus havia me "falado" através do sentimento que colocara no meu coração. E ao ler a Bíblia, eu li um trecho onde Deus dizia que naquela cidade havia um povo Dele.

Busquei na igreja que congrego um transporte para este propósito mas não obtive resposta em tempo hábil. Mas Deus no controle de todas as coisas falava comigo, como em um domingo que cheguei triste e impotente para fazer o que Deus queria, e ao ir tomar banho assistia na televisão carros pipas levando água dentro de caminhões que foram usados para transportar combustíveis.

Depois na fila de um caixa em um supermercado, a matéria do jornal - dentre outras coisas, me chamou a atenção pela precariedade da chuva no nordeste.

Em casa, durante a minha oração diária, perguntei a Deus para qual cidade deveria ir e de uma forma que olhando para os nomes das cidades me incomodava eu ler o nome Quiterianópolis. Então passei a orar a Deus para me dar forças para enfrentar o desconhecido. Orava e suplicava para que Deus tocasse no coração de outros irmãos que juntos pudessem ir comigo.

Mas Deus quando deseja fazer algo, Ele faz por completo. No trabalho um irmão me pergunta se eu havia visto a reportagem sobre uma ação que iria para o interior e qual foi a minha felicidade, a cidade da ação não é outra senão Quiterianópolis.

Por isso, bem sei que Deus também pode ter tocado em seu coração para esta causa. Divulgue este texto, faça-o correr pela rede para que possa alcançar o máximo de irmãos comprometidos com o amor de Cristo. Acesse a página no Facebook e veja como poderá participar - clique aqui!

As nossas orações poderão ser atendidas e transformadas em águas de chuva ou quem sabe "chuvas de águas vivas", mas o que importa é sentirmos úteis para aquele de vive e reina para todo o sempre.

Que a paz de Deus esteja convosco.

Para maiores informações sobre a ação:
9970 0329

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

ANAJURE e entidades representativas de universidades e escolas cristãs do Brasil emitem Nota conjunta sobre Plano Nacional da Educação

Divulgação

Com relatoria do Senador Álvaro Dias, o Projeto de Lei PLC 103/2012, que trata do PNE, deverá ser votado pelo plenário do Senado Federal esta semana, no dia 11. E atendendo o pedido de apoio jurídico feito por várias associações educacionais, escolas e universidades cristãs do Brasil, a Associação Nacional de Juristas Evangélicos, conjuntamente com essas instituições, posiciona-se acerca do Plano Nacional de Educação (PNE) e do que pode ser acrescentado ao plano em 2014 durante a Conferência Nacional de Educação (CONAE). AECEP (Associação de Escolas Cristãs de Educação por Princípios), ABIEE (Associação Brasileira de Instituições Educacionais Evangélicas), e ACSI – Brasil (Associação Internacional de Escolas Cristãs) assinam o documento.

Segundo a Nota, o PLC que será votado na próxima quarta-feira no Senado Federal, “ainda que não contemple questões essenciais do processo educacional de crianças e adolescentes, ao não priorizar, por exemplo, os saberes e habilidades fundamentais ao desenvolvimento cognitivo e intelectual”, por outro lado, “contempla reivindicações importantes e atuais de universidades, escolas, igrejas, famílias e pais de alunos que têm recorrentemente se insurgido contra ondas autoritárias no nosso País que visam, declaradamente, à desconstrução dos valores judaico-cristãos da nossa sociedade”.

O documento expõe à sociedade brasileira e aos Poderes Públicos da República Federativa do Brasil posições e preocupações acerca do PLC 103/2012, especialmente, no que concerne à tentativa dos movimentos sociais LGBTT inserirem, via MEC, conteúdos nos livros didáticos dirigidos a desconstruir os valores cristãos de crianças e adolescentes do nosso País.

Veja a Nota em pdf.

Fonte: Anajure + http://www.comoviveremos.com/anajure-e-entidades-representativas-de-universidades-e-escolas-cristas-do-brasil-emitem-nota-conjunta-sobre-plano-nacional-da-educacao/

Sobrevivente de naufrágio assusta mergulhador que procurava corpos

Divulgação


Vestindo apenas uns calções e implorando a Deus por um milagre, o vídeo do nigeriano Harrison Odjegba Okene - encontrado numa bolsa de ar no fundo do oceano – tornou-se um hit na web mais de seis meses após o seu resgate.

Durante o tempo em que ficou à espera de ser encontrado, e enquanto a temperatura caía para zero, Okene recitou o último salmo que a sua mulher lhe tinha enviado por SMS: «Oh Deus, pelo teu nome, salva-me... O Senhor sustenta a minha vida...».

Uma equipa de mergulhadores da África do Sul realizava buscas pela embarcação para recuperar cadáveres, quando encontrou Okene vivo, mas prestes a congelar e tendo consumido apenas uma coca-cola durante os três dias.

Um dos mergulhadores, que já tinha ajudado a resgatar quatro cadáveres, viu uma mão aparecer-lhe no écran da câmara que transportava, no fundo do barco, aproximou-se para a agarrar, mas acabou por ser a dele a que foi agarrada. O susto foi grande para os dois, para o mergulhador que pensava só haver ali cadáveres, e para o cozinheiro que não fazia ideia do que se estava a passar.

Desde aquele dia, Okene acredita que o seu resgate, em Maio, foi um sinal de libertação divina.

Os outros 11 marinheiros a bordo do «Jascon 4» morreram.

Salmo 54 (recitado pelo sobrevivente):

  1. Salva-me, ó Deus, pelo teu nome, e faze-me justiça pelo teu poder.
  2. Ó Deus, ouve a minha oração, inclina os teus ouvidos às palavras da minha boca.
  3. Porque os estranhos se levantam contra mim, e tiranos procuram a minha vida; não têm posto Deus perante os seus olhos. (Selá.)
  4. Eis que Deus é o meu ajudador, o Senhor está com aqueles que sustêm a minha alma.
  5. Ele recompensará com o mal os meus inimigos. Destrói-os na tua verdade.
  6. Eu te oferecerei voluntariamente sacrifícios; louvarei o teu nome, ó Senhor, porque é bom,
  7. Pois me tem livrado de toda a angústia; e os meus olhos viram o meu desejo sobre os meus inimigos.
Fonte: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=672491

Veja vídeo no link acima.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Qual é a igreja certa? Preciso mudar de religião para ser salvo?

FreePik

A quantidade de igrejas e religiões espalhadas pela face da terra é imensa. Católicos, espíritas, evangélicos, religiões orientais, muçulmanos e muitas outras. Mas qual é a igreja certa? Será que preciso mudar de religião para ser salvo? Para entender esta importante questão analisaremos os seguintes aspectos: Salvação, Salvador e Condições para obter a Salvação.
  • Salvação: Significa a libertação da escravidão do pecado e a adoção como filhos de Deus.
  • Salvador: Aquele que tem o poder de libertar uma pessoa do pecado e levá-la para o céu e livrá-la do inferno. O único que pode fazer isto é Jesus Cristo.
  • Condições para obter a salvação: Conjunto de ensinamentos necessários para uma pessoa entender e crer que Jesus é o único caminho para encontrar a salvação. Estamos falando da Bíblia Sagrada.
Passado a limpo esta breve, porém, fundamental explicação, voltemos ao tema deste post:Qual é a igreja certa? Ora, a igreja certa é aquela que crê, prega e vive os três pontos apontados acima. Igreja que não prega a salvação não pode ser considerada correta. Se prega a salvação e não condiciona Jesus como Salvador também não é digna de crédito. Por último temos que levar em conta que se pregar a salvação, dizer que Jesus é o Salvador, mas não submeter seus membros à palavra de Deus (Bíblia Sagrada), ainda sim temos que rejeitá-la como igreja de Cristo.

Portanto a igreja certa é a igreja de Cristo e se você não faz parte dela, então eu diria quevocê precisa mudar de religião para ser salvo. Serão salvos apenas aqueles que fizerem parte da igreja de Jesus, igreja esta composta por pessoas que entregaram suas vidas ao Senhor e obedecem a sua palavra, expressa nas páginas da Bíblia Sagrada.

Mas, eu nasci católico e vou morrer católico.

Durante a minha infância este era o lema na minha família e em toda a comunidade rural em que eu vivia. Para nós, a igreja católica era a igreja certa. O tempo passou e a igreja católica não mudou, mas eu mudei. Não concordei com a forma que a igreja católica se posiciona como igreja cristã. Hoje, como ex-católico posso afirmar: A Palavra de Deus me mudou e entregar minha vida a Jesus foi a melhor coisa que fiz.

Muito antes de mim, Martinho Lutero, que era padre, também não concordou e saiu, aliás, criou o movimento protestante de onde surgiram as atuais igrejas evangélicas. Os motivos que o levou a tal decisão podem ser lidas nas seguintes referências externas. (A Reforma Protestante e as As 95 teses de Lutero). Não estou afirmando que todas as igrejas evangélicas estão corretas, devemos também ter muito cuidado com certos movimentos evangélicos, contudo somos um grupo que crê na suficiência da Bíblia como regra de fé e prática e Jesus Cristo como único e suficiente salvador.


Mas afinal, devo mudar de religião?

Você precisa conhecer Jesus, aprofundar no conhecimento da palavra de Deus e no propósito que ele tem para a sua vida. Para ajudá-lo nesta tarefa, quero convidá-lo a participar de um culto semanal que temos chamado de Escola Bíblica Dominical. Este culto é dedicado ao ensino da palavra de Deus e lá você terá oportunidade de perguntar, questionar e discutir sobre todas as suas dúvidas. Este culto não é freqüentado só por evangélicos, mas por qualquer pessoa que deseja conhecer mais de Deus e a sua palavra.

Sou da Igreja Assembléia de Deus e creio que tenha uma bem perto de você, pois estamos em todo o território nacional e em boa parte do exterior. Contudo, a Escola Dominical não é uma exclusividade da Assembléia de Deus, muitas outras igrejas evangélicas também dedicam o seu precioso tempo ao ensino da santa palavra de Deus e merece também o nosso e o seu crédito.

sábado, 30 de novembro de 2013

Cai Maná na África

Você acredita em milagres modernos? E em milagres antigos nos dias de hoje? Veja esse testemunho com o Pr. Gerson Pires falando sobre o Maná que ainda cai na África nos dias de hoje. Esse vídeo é para revigorar sua fé, compartilhe.

Foto

Divulgação

Vídeo




Documento da análise da amostra feito pela UNICAMP - clique aqui!

Por que Deus proibiu imagens e depois mandou fazer querubins?

FreePik


Deus disse:
“Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o SENHOR, teu Deus, Deus zeloso” (Êxodo 20:4-5).

Mas depois ele disse:
“Farás dois querubins de ouro, de ouro batido os farás, nas duas extremidades do propiciatório” (Êxodo 25:18).

Ele se contradisse?

Embora estas instruções específicas façam parte da lei dada aos israelitas, Deus também condena a adoração de imagens por qualquer pessoa ou povo, judeu ou gentio. No Antigo Testamento, ele castigou várias nações por suas práticas de adorar imagens e criaturas, ao invés de servirem o único Criador. Jeremias comunicou a sentença de Deus contra a Babilônia: “Portanto, eis que vêm dias, em que castigarei as imagens de escultura da Babilônia, toda a sua terra será envergonhada, e todos os seus cairão traspassados no meio dela” (Jeremias 51:47; cf. Isaías 21:9). O Egito, também, foi condenado por sua idolatria: “Assim diz o SENHOR Deus: Também destruirei os ídolos e darei cabo das imagens em Mênfis.... Assim, executarei juízo no Egito, e saberão que eu sou o SENHOR” (Ezequiel 30:13,19).

Mas os querubins, feitos por ordem de Deus, não foram objetos de adoração. Representavam criaturas que servem a Deus, sempre próximos ao trono do Senhor. O propiciatório, que ficava em cima da arca da aliança, representava o trono de Deus. Os querubins serviam para lembrar o sumo sacerdote, quando entrava no Santo dos Santos, que esta sala do tabernáculo representava a presença de Deus. Mas jamais adoraria os próprios querubins.

Desta maneira, podemos fazer uma distinção importante hoje. Um desenho ou imagem de uma pessoa, até talvez a representação de um apóstolo, profeta ou outra personagem bíblica, pode servir para nos lembrar da mensagem da Bíblia e do procedimento daquele servo, e assim reforça a santidade de Deus. Este uso de representações gráficas não fere os princípios bíblicos. Por outro lado, a veneração de imagens, usando estas representações como objetos de culto ou de honra espiritual, é desobediência aos princípios revelados pelo Senhor. Deus nunca autorizou a veneração de santos, apóstolos, anjos ou imagens representando quaisquer criaturas celestiais ou terrestres.

No Novo Testamento, Paulo disse:
“Portanto, meus amados, fugi da idolatria” (1 Coríntios 10:14).

Por Dennis Allan

Fonte: http://www.estudosdabiblia.net/bd12_05.htm

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

A história do amor de uma mãe por seu bebê

Durante mais de três meses em 2012, o fotógrafo americano Benjamin Scot Miller, de 29 anos, e sua mulher Lyndsey Miller, de 32, passaram boa parte de seus dias no hospital. Em julho, o primeiro bebê do casal nasceu prematuro, com apenas 25 semanas e 2 dias de gestação. Ao longo de 107 dias, o pequeno Ward permaneceu internado.

Benjamin registrou em vídeo desde os momentos mais difíceis, passando os primeiros sinais de recuperação do bebê até a ida de Ward para casa. Na sexta-feira passada, o fotógrafo publicou o vídeo no Youtube, descrevendo-o como o resumo do primeiro ano de vida de seu filho e também "a história do amor de uma mãe por seu bebê". Quatro dias depois, cerca de 4,5 milhões de visualizações já tinham sido atingidas.

Dificuldades na criação e educação dos filhos são males do século 21? Super Nanny e outros especialistas orientam pais cristãos; Confira

Divulgação

Dar casa, comida, lazer, cuidados médicos, educação formal, apoio sentimental e orientação espiritual não são tarefas simples, mas fazem parte do processo de educar um filho. E, de acordo com especialistas, essas tarefas não são as únicas que os pais terão pela frente ao verem nascer uma criança.

O tempo escasso, as pressões da sociedade, necessidades particulares e outras exigências que a vida moderna impõe parecem conspirar para o surgimento de um relacionamento prejudicado entre pais e filhos.

O pastor e escritor Amauri Costa de Oliveira, autor do livro Arrume Sua Casa (Editora Betânia) e líder da Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte, MG, foi entrevistado pela revista Cristianismo Hoje sobre o tema.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Transformar o mundo é uma questão de compromisso?

FreePik


Esse título foi inspirado em uma música do João Alexandre, onde ele afirma cantando: “Transformar o mundo é uma questão de compromisso”. Mas compromisso a quem ou a quê? A nossa época não está nada boa, as coisas têm ficado difíceis a cada dia. Não me refiro só aos acontecimentos escatológicos, mas ao nosso posicionamento ante as condições que nos são impostas, fizemos um péssimo uso do conhecimento que adquirimos (se é que adquirimos). Há desgraça em todas as esferas da sociedade. Até quando usaremos a Bíblia erroneamente para nos esconder das responsabilidades e dos desafios que nos são propostos?

O mundo fala cada vez mais alto, e nós falamos cada vez mais baixo. O que aconteceu conosco? Onde nós erramos? Há esperança para a nossa espiritualidade? O que precisamos fazer?

Farei um resumo de como tenho visto a igreja do Senhor no Brasil e usarei uma grande rajada de perguntas para fazer com que reflitamos nesse pequeno texto.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Os Pais da Igreja contra a imaculada conceição de Maria


Em 8 de Dezembro de 1854, o papa Pio IX emitiu uma bula na qual definiu “a doutrina que sustenta que a beatíssima Virgem Maria foi preservada imune de toda a mancha da culpa original no primeiro instante da sua concepção por singular graça e privilégio de Deus omnipotente, em atenção aos méritos de Cristo Jesus Salvador do género humano, está revelada por Deus e deve portanto ser firme e constantemente crida por todos os fiéis" (Pio IX, Bula Ineffabilis Deus, 8 de Dezembro de 1854).

A coisa é tão séria que é levada até as últimas consequencias. O Terceiro Catecismo Católico afirma que quem não quiser crer nisso, será herege:
"É de fé que a santíssima foi concebida sem pecado original, porque esta verdade foi solenemente definida pelo Sumo Pontífice Pio IX em 8 de dezembro de 1854 e quem não quiser crer, será herege"(Terceiro Catecismo, Editora Vozes, pág.190)

Ainda assim, a própria Enciclopédia Católica admite que não há “nenhuma prova direta, ou categórica e estrita do dogma que possa ser encontrada nas Escrituras” (The Catholic Encyclopedia, Volume 7, 1913, pág.675). Se os próprios católicos admitem que não há nenhuma prova Escriturística a este respeito, o nosso próximo passo será conferirmos se, pelo menos, os Pais da Igreja criam neste dogma mariano. Porém, quando analisamos as páginas dos mais importantes Pais, constatamos exatamente o contrário.

Orígenes (185 – 253), por exemplo, disse:
"Maria pertence ao número daqueles de quem Cristo profetizou que haviam de se escandalizar nEle, como os apóstolos, ela também ficou perturbada com a catástrofe da cruz; e era necessário que pecasse assim em certa medida, para que também ela fosse remida por Cristo" (Orígenes de Alexandria, Homília 17, sobre Lucas)

Como vemos, Orígenes cria que Maria pecou e que, por isso, teve que ser remida por Cristo. A mesma coisa podemos encontrar nos escritos de outro famoso autor cristão do século II, Tertuliano (160 – 220), que disse:
"Porque somente Deus é sem pecado, e o único homem sem pecado é Cristo, desde que Cristo é também Deus” (Tertuliano, “De Anima”, XI)

Para este grande teólogo do século II, somente Deus é sem pecado, e, consequentemente, Cristo, pois Jesus é Deus. A não ser que ele também considerasse Maria como sendo uma deusa, fica óbvio que ela também cometeu pecado, pois Deus é o único sem pecado. João Crisóstomo (349 – 407) foi além e disse:
"Nas bodas de Caná, Maria foi molesta e ambiciosa" (João Crisóstomo, Homília sobre Mt 12:48)

Desde que consideramos a moléstia e a ambição como pecados, fica evidente que João Crisóstomo era outro que cria que Maria pecou. E essa não foi a única vez em que ele escreveu sobre isso. Em outra homília, ele disse que Jesus se preocupava com a salvação da alma de sua mãe:
"Porque embora Ele tivesse cuidado em honrar a sua mãe, muito mais Ele se preocupava com a salvação da alma dela" (João Crisóstomo, Homília Sobre João 2:4)

Se Maria fosse imaculada e sem pecado, não haveria razões em se preocupar com a salvação dela, pois um ser sem pecado não pode tropeçar na fé. Porém, o que Crisóstomo nos diz evidencia mais uma vez a sua crença de que Maria era humana e pecadora como todos nós, e por isso necessitava de salvação e de um Salvador.

Ambrósio de Milão (340 – 397) foi outro que declarou que Cristo foi o único que jamais experimentou o pecado:
"De todos os homens nascidos de mulher, o Santíssimo Senhor Jesus foi o único que não experimentou o contato terrestre por causa da novidade de seu nascimento imaculado"(Ambrósio de Milão, “Do Pecado”)

Mais do que isso, na citação de Ambrósio fica clara a afirmação de que o nascimento imaculado de Cristo era uma “novidade”. Ora, se Maria também tivesse nascido imaculada antes de Cristo, tal coisa não seria algo novo, pois já teria acontecido antes (com Maria). Este é outro fator importante que demonstra mais uma vez que os Pais da Igreja não tinham em mente a imaculada conceição de Maria.

Cirilo de Jerusalém (315 – 386), que foi um famoso e importante bispo do século IV, afirmou:
"Nós dizemos algo do que se encontra escrito; mas não sabemos quanto perdoou aos anjos, pois a eles também perdoou, já que somente um está livre de pecado, Jesus, que nos limpou dos nossos pecados" (Catechetical Lectures, Lecture 2, Section 10)

Para ele, é somente um que está livre do pecado, e este "um" não é Maria, é Jesus! Portanto, se somente aquele que nos limpou de nossos pecados é que está livre de pecado, e este alguém é Jesus, segue-se que Maria não estava livre de pecado. A exceção é somente Cristo, não Maria. Quem é imaculado é somente um, e não dois!

Para a surpresa de muitos, não são apenas os Pais da Igreja que em sua maioria rejeitavam este dogma, mas até mesmo doutores da Igreja, como é o caso de Bernardo de Claravaux (1090 – 1153), que disse:
"Excetuando Cristo, todos os descendentes de Adão devem dizer: 'fui concebido em iniquidade, e em pecado me concebeu minha mãe'" (Bernardo de Claravaux, Epístola 174, versos 7,8)

Ele não diz “excetuando Cristo e Maria”, mas apenas Cristo. Portanto, Maria, como uma descendente de Adão, também foi concebida em pecado, de acordo com a opinião deste doutor da Igreja. Outro famoso santo e doutor da Igreja, Anselmo (1033 – 1109), foi mais um a declarar que Cristo foi o único que nasceu sem pecado:
“Pois assim como a natureza humana, estando incluída na pessoa de nosso primeiros pais, foi neles totalmente vencida pelo pecado (com a única exceção do homem a quem Deus, sendo capaz de criar de uma virgem, foi igualmente capaz de salvar do pecado de Adão), assim também, se toda ela não tivesse pecado, a natureza humana teria sido totalmente conquistada” (Cur Deus Homo, livro I, cap. XVIII)

A única exceção à humanidade vencida pelo pecado foi Cristo, ninguém mais. Em sua própria obra sobre o pecado original, Anselmo novamente faz questão de dizer que todos os filhos de Adão são pecadores, com a única exceção de Cristo:

"Em seus escritos (Paulo) declara que todos os filhos de Adão, exceto Cristo, são pecadores e filhos da cólera" (Anselmo, “Da Concepção Virginal e Do Pecado Original”, XXII)

Anselmo nos diz claramente que a única exceção ao pecado de Adão foi Cristo, o que é uma clara negação da imaculada conceição de Maria. Mas não para por aqui. O próprio Tomás de Aquino (1225 – 1274), considerado por muitos o maior doutor da Igreja Católica na Idade Média, foi outro que se posicionou ferrenhamente contra a imaculada conceição. Ele disse claramente:
"A bem aventurada virgem contraiu o pecado original" (Tomás de Aquino, “Suma Teológica”, Parte III, Questão XXVII, Artigo II)
E diz também que, se Maria nunca houvesse sido contagiada pelo pecado original, isso iria derrotar a dignidade de Cristo!
“Respondemos que a santificação da bem-aventurada Virgem não pode entender-se antes de receber a vida... se a bem-aventurada Virgem houvesse sido santificada de qualquer modo antes de receber a vida, nunca teria incorrido na mancha do pecado original; e, portanto, não teria necessitado da redenção e da salvação, que é por Cristo, de quem se diz: ...porque ele salvará o seu povo dos seus pecados (Mat. 1.21). Mas é inconveniente que Cristo não seja o salvador de Todos os homens como se diz (I Tm. 4.10). Logo, segue-se que se a santificação da bem-aventurada Virgem nunca houvesse sido contagiada do pecado original, isto derrocaria a dignidade de Cristo, que não necessitou ser salvo, como salvador universal, pois a maior pureza seria a da bem-aventurada Virgem” (Tomás de Aquino, Suma Teológica, art. II, parte III, pergunta XXVII)

Portanto, fica claro que nem o próprio Tomás de Aquino concordava com este falso ensino da Igreja de Roma, criado no século XIX. E, para terminar, pasme: nem sequer os próprios papas criam nessa aberração doutrinária! Isso mesmo: papas como Leão I e Gelásio I negaram explicitamente a imaculada conceição de Maria. Leão I (400 – 461), por exemplo, disse:
"Assim como nosso Senhor não encontrou a ninguém isento do pecado, assim veio para o resgate de todos" (Leão I, Bispo de Roma, +461, Sermão 24, “In Nativitati Domini”)

“Apenas o Senhor Jesus Cristo, entre os filhos dos homens, nasceu imaculado, porque apenas Ele foi concebido sem a associação e a concupiscência da carne" (Papa Leão I, Sermão 25)

Apenas o Senhor Jesus Cristo, ninguém mais! Se o Senhor tivesse encontrado Maria isenta do pecado, então ele não teria escrito que Ele não achou ninguém isento do pecado!

Outro bispo de Roma, Gelásio I (410 – 496), declarou:
"Nada do que estes nossos primeiros pais produziram por sua semente foi isento do contágio deste mal, que ele contraíram pela prevaricação” (Gelásio I, Bispo de Roma, Epistola Ad Episcopos Per Lucaniam Brities Et Siciliam Constitutos)

O papa Gregório Magno (540 – 604), bispo de Roma entre 590-604 d.C, foi outro a afirmar que somente Cristo nasceu santo. E este único santo foi quem salvou toda a humanidade corrupta:
"Apenas ele [Cristo] nasceu santo, para que Ele pudesse superar a condição da natureza corrupta, não sendo concebido segundo a maneira dos homens" (Papa Gregório I, Homília “In Nativitati”)

Tendo em vista tudo isso, vemos que, de acordo com a regra expressa no Terceiro Catecismo Católico, podemos considerar como “hereges” não somente os protestantes, mas também:

-Os Pais da Igreja: Orígenes, Tertuliano, João Crisóstomo, Ambrósio de Milão, Cirilo de Jerusalém, entre outros.

-Os doutores da Igreja: Pedro Lombardo, Alexandre de Hales, Boaventura, Alberto Magno, Bernardo de Claravaux, Tomás de Aquino, etc.

-Os papas: Leão I, Gelásio I, Gregório I, Inocêncio III e muitos outros.

Vale ressaltar que estes são apenas alguns dos inúmeros Pais da Igreja, doutores da Igreja e papas que ao longo da história confirmaram documentalmente a sua descrença naquilo que hoje é o dogma da imaculada conceição de Maria. Portanto, são todos hereges. E lugar de herege é no inferno, segundo este mesmo catecismo católico.

Gyordano Montenegro resumiu bem este quadro, em seu blog “Cristianismo Puro”, ao fazer menção da descrença de Anselmo neste dogma:
“A Igreja Romana sustenta que sua doutrina não muda. Ela afirma retirar sua doutrina da Sagrada Tradição, e baseada nessa Tradição (bem como nas Escrituras e no Magistério) ela define o que é dogma e o que é heresia. Ora, segue-se que Anselmo, mil anos atrás, mesmo sendo bispo e doutor da Igreja, não conhecia coisa alguma dessa “Tradição” de que Maria fora “concebida sem pecado”. Repito: Hoje, todo e qualquer bispo sabe sobre a Imaculada Conceição de Maria. Anselmo não. É claro que ser “bispo e doutor da Igreja” não garante que o que ele escreve seja infalível. Mas isso não desfaz a acusação de “heresia”. Ário só se tornou herege após o Concílio de Niceia? Negar a Imaculada Conceição só se tornou heresia após 1854? O que antes a Tradição e o Magistério permitiam hoje é proibido? Então, temos uma situação bastante interessante: se um católico romano hoje conscientemente negar a Imaculada Conceição, é declarado herético. Mas a citação de Anselmo claramente nega a Imaculada Conceição, e ele é reconhecido como santo e doutor da Igreja. Quanta coerência!” (1)

Sim, encontrar incoerências no catolicismo é tão difícil quanto encontrar água no Oceano Pacífico.

Paz a todos vocês que estão em Cristo, o nosso único Cordeiro imaculado.

Por Cristo e por Seu Reino,
Lucas Banzoli (apologiacrista.com)

[1] http://cristianismopuro.blogspot.com.br/2012/05/imaculada-conceicao-e-santo-anselmo.html

Jesus é suficiente



"...Cristo é tudo em todos" (Colossenses 3.11)

Entre nós cristãos existe a tendência de gastar grande parte do nosso tempo buscando novas experiências espirituais, que de alguma forma nos garantam vitória permanente ou libertação dos altos e baixos da vida diária.

Corremos para participar de congressos, conferências, seminários e workshops na procura por alguma fórmula mágica enganosa que afaste os problemas de nossa vida.

Prospectos impressos em papel de alto brilho nos asseguram que o Dr. Fulano de Tal compartilhará com o público as suas revolucionárias descobertas que nos deixarão “radioativos” de tão “cheios” do Espírito Santo.

Um vizinho zeloso quer nos arrastar a todo custo para o auditório da cidade para ouvir a respeito de uma recém-descoberta fórmula que abrevia o caminho para uma vida transbordante.

As ofertas sedutoras são muitas. Um pregador faz propaganda do caminho real para a plenitude. Outro corteja seus ouvintes com o tríplice segredo da vitória. Aí nos oferecem um seminário sobre as chaves para uma vida mais profunda. Na semana seguinte há um congresso falando dos cinco passos para a santificação.

Seguimos o apelo ao altar e corremos à frente para recebermos a plenitude do Espírito Santo. Ou temos tanto anseio pela cura do corpo como se ela fosse a coisa mais importante da vida. De repente somos atraídos pela psicologia cristã e no momento seguinte achamos que a solução é a cura das memórias. Percorremos terras e mares em busca de novas alturas espirituais.

Sem dúvida, muitos desses pregadores são sérios e muitas coisas que dizem têm algum valor. Mas quando retornamos à nossa rotina diária constatamos que não há uma auto-estrada rápida e confortável até a santificação. Percebemos que os problemas continuam a existir e que precisamos viver dia após dia na dependência do Senhor.

Finalmente, deveríamos aprender que é melhor nos ocupar com o Senhor Jesus do que com experiências. Jesus não decepciona nunca. Tudo o que precisamos temos nEle e através dEle. Ele é Aquele que nos dá abundância plena em tudo.

A.B.Simpson (1844-1919), (fundador americano da CMA, um movimento missionário mundial) passou os anos iniciais de sua vida procurando por experiências, mas estas não o satisfizeram. Então escreveu o maravilhoso hino com o título “Ele mesmo”, cuja primeira estrofe e coro dizem:

Antes era a bênção, agora é o Senhor.
Antes era a emoção, agora é Sua Palavra.
Antes queria Seus dons, agora me alegro no Doador.
Antes eu buscava a cura, agora a Ele somente.
Tudo em tudo e para sempre, Jesus!
Eu quero cantar: Tudo em Cristo,
tudo é Cristo!

Fonte: http://www.chamada.com.br/mensagens/jesus_suficiente.html

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Filme Noé - Trailler

Assista ao trailer oficial de "Noé", estrelando Russell Crowe, Jennifer Connelly e Emma Watson. Dirigido por Darren Aronofsky.

Nos cinemas em 2014.

LIVRO GRATUITO: Teatro Missionário – Peças teatrais e jograis sobre Missões e Evangelização para igrejas evangélicas



Um novo recurso está disponível para as igrejas e grupos teatrais evangélicos: é o livro Teatro Missionário – Peças teatrais e jograis sobre Missões e Evangelização para igrejas evangélicas. Com 246 páginas e mais de 50 textos, o livro é uma antologia de peças e jograis evangélicos versando somente sobre os temas de Missões e Evangelização.

Organizado por Sammis Reachers e Vilma Aparecida de Oliveira Pires, o objetivo do livro é suprir uma lacuna e servir aos esforços de avivamento e promoção missionária de todas as igrejas evangélicas do Brasil e de outros países lusófonos, pois trata-se de um livro gratuito. Isso mesmo, você pode baixar gratuitamente o livro, ou até mesmo fazer a leitura online.

Um valioso recurso que não pode faltar em sua ‘estante’, e que você pode e deve compartilhar com seus irmãos e igrejas conhecidas.

Para baixar o livro no site 4Shared (em formato PDF), CLIQUE AQUI.

Para baixar o livro no site 4Shared (em formato Word), CLIQUE AQUI.

Para leitura online ou download pelo site Scribd, CLIQUE AQUI.


*Caso tenha dificuldades em fazer o download, por favor, solicite-me o envio por e-mail: sammisreachers@ig.com.br


Você pode e deve redistribuir (sempre gratuitamente) este livro entre seus amigos e contatos, bem como reproduzir este post/livro em seu site, blog ou outra mídia, sem necessidade de prévia autorização. Ajude-nos na divulgação!

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Papa envia questionário sobre união gay para paróquias

FreePik

Documento preparatório para o Sínodo tem um tópico dedicado exclusivamente aos casamentos homossexuais e a visão que os fiéis católicos têm sobre eles.

O Vaticano incluiu perguntas sobre casamento homossexual e divórcio no questionário enviado às Conferências Episcopais para o documento preparatório da Assembleia Geral Extraordinária do Sínodo de Bispos que será realizada em outubro de 2014. O porta-voz da Santa Sé, Federico Lombardi, explicou que estas perguntas foram formuladas por causa do documento preparatório que sempre é feito antes do Sínodo, e que mais detalhes serão dados em entrevista coletiva que será realizada no Vaticano na próxima terça-feira.

Pastor que destruiu imagens de santos católicos é condenado a 1 ano de prisão

Divulgação


Uma das maiores divergências entre cristãos católicos e evangélicos são as imagens de escultura de santos da tradição católica. E a questão resultou na prisão de um pastor no Equador.

Eduardo Mora, pastor da Igreja Evangélica Pentecostal Subindo Missão Internacional, liderou seus membros numa passeata não autorizada com cartazes contra a fé católica, a idolatria às imagens de santos e da virgem Maria, além do casamento gay.

A passeata ocorreu em maio, e Mora acabou denunciado por perturbar a paz e preso. Agora condenado pelo 11º Tribunal Criminal de Guayaquil a um ano de prisão.

Na ocasião de sua prisão, Mora afirmou que ele e seus membros tinham como foco alertar sobre os erros cometidos na liturgia da Igreja Católica: “Nós não estamos condenando os católicos, mas a idolatria”, justificou o pastor numa entrevista coletiva.

Em seu país, Mora é conhecido por seu discurso inflamado contra as práticas católicas da adoração de imagens, e uma vez destruiu uma imagem pública do rosto de Jesus Cristo em público.

Segundo o site Acontecer Cristiano, diversas denominações se afastaram do pastor Mora e pediram desculpas aos católicos pelas “demonstrações de fanatismo, que são anticristãs e erradas para certas diferenças sobre a questão da idolatria”. Essas denominações foram apoiadas pela Federação Equatoriana de Ministros Evangélicos (FEME), representada pelo pastor Joe Bacuy.


Por Tiago Chagas, para o Gospel+

O Rosário - "quartos ou terços?"

Divulgação


As pessoas não-evangélicas, quando lêem a Bíblia e se deparam com os ensinamentos de Jesus, em Mateus 6.5-15, sobre como se deve orar, não têm a atenção voltada para o que está nos vv 7 e 8. Neles consta que não devemos usar de vãs repetições, segundo o costume dos gentios, os quais pensavam que, por suas repetições sucessivas, seriam ouvidos. Mas quem eram os gentios? Eram os que não faziam parte do povo de Deus. Jesus estava dizendo, em outras palavras, o seguinte:

E ao conversar com Deus, não usem de repetições ocas, vazias, fúteis, sem valor, como os pagãos, os idólatras; porque imaginam que, pelo seu muito falar, serão ouvidos; não se tornem, pois, semelhantes a eles; não os imitem…
A ênfase não recai apenas na palavra vãs, mas também em repetições. É certo que Paulo disse: “Orai sem cessar. Em tudo dai graças, porque essa é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1 Ts 5.17,18), mas aqui é diferente, pois o apóstolo nos está incentivando ao costume incessante da oração, principalmente com o fim de louvarmos a Deus, o que a maior parte das pessoas se esquece de fazer, preocupadas apenas em pedir.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Valor e amor no pensamento de Jesus

Mais um vídeo da categoria: "Sem palavras. Basta assistir e sentir - se tiver amor."


FM Canaã - em breve

Divulgação

Há alguns meses atrás, tivemos a ingrata surpresa da retira do ar da FM Canaã. Muito se especulou sobre os reais motivos que levaram a FM Canaã suspender a sua programação. E outros, até se perguntavam o motivo pelo qual este fato tenha ocorrido, já que algo "de Deus", não pode acabar assim.

Deus trabalha em silêncio

"No tempo de Deus", é assim que podemos definir a nova FM Canaã que está com a sua torre cerca de 80% concluída. A Fm Canaã além de transmitir uma programação para todas as idades, tem como marca o Debate Canaã dirigido pelo pastor Jecer Goes e seus convidados. E para quem achava que isto - a suspensão das transmissões da rádio, era o fim não só da rádio mas da igreja deve agora saber que a nova rádio provavelmente vai ultrapassar os limites de Fortaleza. A imagem abaixo da nova torre - a maior dentre elas, nos mostra que Deus não tirou a rádio, mas deu uma melhor.

Divulgação
A Fm Canaã está operando em caráter experimental na frequência 106.1 FM. O site da rádio já começa a ter a nova cara da rádio e você poderá acessá-lo no endereço: http://1061fm.com.br

Lucas Filho



quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Inocência perdida?


Divulgação

No momento que vi esta foto, senti que precisa escrever algo, com certeza Deus tocou o meu coração. E a minha maior tristeza é que este texto passe desapercebido, seja ignorado por muitos e se perca no tempo, pois muitos preferem curtir e compartilhar "piadinhas bestas" do que se preocupar com algo tão tenso que é o futuro de nossas crianças. Mas que Deus seja o algoz de todos que lerem este texto. Minha parte farei.

"Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele".

 (Provérbios 22:6)

Muitos de nós nos preocupamos em dar o melhor para os nossos filhos, sobrinhos e afilhados. Esperamos que, ao crescerem, estes possam ter uma vida próspera, uma boa faculdade, um bom trabalho e um casamento feliz. Mas, assim como uma semente plantada, precisamos regar a mesma. Não devemos esperar apenas que a chuva apareça e faça a parte dela, nós precisamos agir.

Na construção de um indivíduo responsável, obediente e digno de ser chamado de "ser humano", temos o dever de ensinar aos pequeninos as boas coisas da vida. Pois como diz o provérbio citado acima: "... e ainda que for velho, não desviará dele." Mas como fazer isto? Sintonizamos as nossas Tv's em programas de humor que fazem piadas do que era para ser "santo". Ouvimos músicas que de forma direta confirmam isto - o papel de "cachorras" de nossas filhas. Depreciam a imagem da mulher, chamando-as de "cachorras", e por sua vez, estas, ao invés de se indignarem com o "fino trato" requebram nas baladas país a fora. Fazendo que os homens deixem de lado a educação, a conquista o conhecer e partam para os "finalmentes" tão rápido quanto seria mascar um chiclete e jogá-lo fora.

É hoje! 496 anos da Reforma Protestante!

FreePik

Muitos anos se passaram desde o feito de Martinho Lutero a exatos 496 anos. E para levar você caro leitor do nosso blog a uma viagem ao tempo, estamos indicando o filme "Lutero".

Assista no painel abaixo:




E para conhecer mais sobre este movimento e suas bifurcações, indicamos este site que traz inclusive um gráfico das ramificações deste movimento:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Reforma_Protestante

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Foi por você! - Pregação hoje dia 29-out

Divulgação

Deus escuta cada oração. Fruto disso é minha pregação de hoje (25-out-13) a noite.

Tema: Foi por você!
Data: 29-out
Horário: 19:00hrs
Local: AD. Ministério Fortaleza
Av. Lateral Sul, 515 - Acaracuzinho
(próx. AD. Templo Central)


Ver mapa maior

Evangelista é agredido com pedrada enquanto pregava em praça pública; Veja o vídeo

FreePik

O evangelista Arlen Soares, ligado à Missão Reluz, foi agredido fisicamente na Praça Rio Branco, conhecida como Praça da Rodoviária, em Belo Horizonte, enquanto pregava um sermão sobre a necessidade de que cada pessoa se empenhe na busca por uma mudança de vida.

Arlen Soares é conhecido na capital mineira por pregar na Praça da Rodoviária há mais de 10 anos. A região é um ambiente urbano degradado, com presença de prostíbulos, pontos de tráfico de drogas e grande número de mendigos.

De acordo com informações do site Noticias Cristãs, Arlen Soares adota uma linha de pregação dura, contra a teologia da prosperidade e doutrinas neopentecostais, e constantemente fala contra líderes evangélicos como Silas Malafaia, Edir Macedo, R. R. Soares, Valdemiro Santiago e David Miranda (líder da Igreja Pentecostal Deus é Amor).

A agressão aconteceu na última sexta-feira, 25 de outubro, e partiu de um espectador – que também seria evangélico – incomodado com o discurso de críticas fortes às mensagens dogmáticas pregadas na maioria das igrejas.

Enquanto o evangelista falava, foi surpreendido com uma pedrada na cabeça, que causou um corte profundo. Os transeuntes que haviam parado para ouvir a mensagem do Evangelho, tentaram impedir a fuga do agressor, mas não conseguiram.

Arlen estava acompanhado de alguns colaboradores de sua iniciativa evangelística e foi socorrido. Sangrando, entregou o microfone para um homem identificado apenas como Ronaldo, e foi levado a um hospital da região onde recebeu três pontos.


Por Tiago Chagas, para o Gospel+


Veja o vídeo:

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Aprendendo sobre Deus - 01 (imagens)

FreePik

Este versículo encontra-se no Antigo Testamento (AT). O profeta Ozeias fala ao povo de Israel que devido a sua proximidade com outros povos, acabava incluindo em sua adoração outros "deuses". E assim, acabava cometendo o pecado da idolatria. Que pode ser entendido como colocar outro no lugar de Deus.

Muitas podem até alegar que estes "pedaços de pau" eram divindades criadas pelos outros povos, mas hoje, não temos isto em nosso meio espiritual, entretanto, tanto o Antigo Testamento (AT) como o Novo Testamento (NT), nos traz diretrizes de como a humanidade deveria proceder para ter uma vida voltada à Deus.

Vamos analisar os versículos:
"Meu povo consulta o seu pedaço de pau"
Este versículo mostra que o povo consultava imagens esculpidas e que outrora também poderia ser interpretado por imagens ou até mesmo referência a outros elementos como árvores, plantas, sol, lua e estrelas. A expressão "pedaços de pau", volta-se a questão idólatra do tempo em que vivia Ozeias, mas uma adequação do termos pode e deve, ser usado hoje onde pessoas alegam que Deus está em todas as coisas sendo estas o próprio Deus. Por exemplo, ao olhar uma cadeira, algumas pessoas podem ver Deus neste objeto.
Podemos então concluir que a expressão "pedaço de pau" equivale a qualquer objeto que tem como finalidade se colocar no lugar de Deus.

"...e o seu cajado lhes faz revelações..."
O cajado é uma forma de expressar um instrumento que, de posse da "divindade", tem o poder de realizar milagres (revelações). É como imagens de pessoas - ditas como santos, que erguem as suas mãos para o fiel. Estas mãos seria como "o cajado".

As "revelações" seriam então os resultados da oração a estes ídolos. Deus, através do profeta Ozeias, afirma que é possível receber milagres (revelações) com esta prática o que torna esta idolatria tão perigosa para os fieis.

"... porque o espírito de infidelidade o perde e eles se prostituem..."
O "espírito da infidelidade" fala a respeito de traição. E quem trai mente. Então com a mentira que que é Deus que está realizando o milagre, os fieis ficam sempre tornando está prática comum, ou seja, se prostituindo ao "espírito da infidelidade" colocando o mesmo no lugar de Deus.

"...afastando-se de Deus."
E a consequência deste ato é o afastamento de Deus. Do Deus verdadeiro, que ama a todos, mas não forcará ninguém a amá-lo.
Não queremos aqui ferir a religião de ninguém, mas também não podemos ser omissos e não querer mostrar -  através do Espírito Santo de Deus, a verdade que está na palavra de Deus (a Bíblia).

Sinta-se a vontade para discordar e comentar sobre o que aqui está escrito. Prove-me que estou errado, mostre-me que sou eu que estou enganado, mas faça alguma coisa pois é a sua alma ou a minha que está em jogo.


Que a paz do Senhor esteja convosco.
Lucas Filho.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

A Carta de Paulo aos Romanos Denuncia a Falsa Igreja de Roma

FreePik

Nota: É de fundamental importância que você tenha uma Bíblia para chegar as referências escritas aqui. Segue, link para a Bíblia Ave Maria (Católica) para conferência de cada versículo: 
http://www.bibliacatolica.com.br/

Agora, se a causa dos sacerdotes e jesuítas do seminário é tão santa, verdadeira e inocente que pode autorizar a sua consciência a justificar a morte e com isso arriscar a sua salvação eterna, permita-se que seja juiz disso a Epístola escrito por Paulo aos antigos cristãos romanos (mas contra os nossos novos romanos anticristãos). E se verá claramente que a doutrina que o apóstolo ensinou à antiga igreja em Roma é diametralmente oposta, em vinte e seis pontos fundamentais da religião verdadeira, à doutrina que a nova igreja de Roma ensina e sustenta, pois o apóstolo Paulo ensinou à primitiva igreja de Roma as seguintes verdades:

Feitos da Reforma II - Como tudo começou


Não podemos dizer que somos protestantes, se não conhecemos as nossas origens. A Reforma Protestante vai muito além - ou muito antes, de Lutero.

Este pequeno documentário, mostra outros reformadores que lutaram contra a Igreja católica pelo direito de lermos a Bíblia. Sim, lermos a Bíblia. Para quem não sabe, nós éramos privados de ler a Palavra de Deus, mas graças a Deus e a Ele toda a honra e toda a glória, homens e mulheres desafiaram a autoridade da igreja e gritaram aos quatro ventos que o povo gostaria de ser livre.

Esta é a segunda postagem sobre os Feitos da Reforma, caso queira ler a primeira clique aqui.

O vídeo é curto, mas veja quanta riqueza histórica nós temos antes de Lutero. Bom filme:

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Record exibe segundo capítulo da série "A Bíblia", contando a história de Moisés e o êxodo

Divulgação

A série A Bíblia, que estreou na última semana na TV Record colocando a emissora do bispo Edir Macedo na vice-liderança de audiência, mostra no episódio de hoje a história de Moisés.

A jornada do líder hebreu para libertar Israel do domínio dos faraós será contada num episódio que mostrará o momento em que Deus incumbe Moisés de guiar o povo, além de outros momentos marcantes, como as pragas do Egito, a inscrição dos dez mandamentos, e a travessia do Mar Vermelho, entre outros.

A estreia da série criada pelo History Channel no Brasil foi precedida de um chamativo sucesso ao redor do mundo, com liderança de audiência nos Estados Unidos e mais de 160 milhões de telespectadores nos países onde foi exibida.

Tida como superprodução, A Bíblia conta em dez capítulos as histórias mais marcantes contadas pelas Escrituras. Os episódios que contam a história de Jesus deverão se tornar um filme em breve, segundo informações dos próprios produtores. O longametragem deverá ser chamado Filho de Deus.

Fonte: Gospel+

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Feitos da reforma - As perseguições protestantes

Imagem: Adventismo em foco
"Ainda que os reformadores protestantes dos séculos 16 ao 18 exigissem liberdade religiosa da Igreja Católica Romana, em muitos casos, eles não concederam liberdade a outros. Um fato raramente dito na história da Igreja, e, portanto, pouco conhecido, é que os Protestantes da época da Reforma perseguiram Batistas e outros que divergiam deles."

Muito se fala da inquisição da Igreja católica, mas pouco se fala da mesma feita pelos protestantes. No link abaixo - ao qual faz parte a citação acima, podemos ver diversos eventos que foram quase idênticos aos realizados pela inquisição católica.

Minha primeira impressão é que, pós o "nascimento" da igreja protestante, o rompimento com a igreja católica não foi de imediato. Só cortamos o "cordão umbilical", muitos anos depois.


Confira: http://www.discernimentobiblico.net/As%20Persegui%E7%F5es%20Protestantes.html

Minissérie "A Bíblia" estreia hoje na Record

Divulgação

A série abrange "Gênesis a Apocalipse" em "uma grande narrativa", dentro de cinco partes de duas horas, cada uma contendo duas ou três histórias bíblicas contadas através de ação ao vivo e imagens geradas por computador. De acordo com Burnett, a narrativa inclui histórias "óbvias", como a Arca de Noé, o êxodo e a vida de Jesus Cristo. Cinco horas são tirados do Antigo Testamento, cinco do Novo Testamento. A série é baseada na Nova Versão Internacional e a Nova Versão Revisada da Bíblia.

Downey e Burnett disseram que a sua "maior esperança" em fazer a série era que iria "afetar uma nova geração de telespectadores e atraí-los de volta à Bíblia".
"Parte do que esperava conseguir com a série era mostrar que a Bíblia não é simplesmente uma coleção de histórias desconexas que são frequentemente discutidas e analisadas em trechos com capítulos e versículos".
Escreveu o casal em um artigo de opinião no The Huffington Publicar.
"Em vez disso, queríamos mostrar como o Antigo Testamento se conecta perfeitamente com o Novo Testamento. Como elas são histórias arrebatadoras e com uma mensagem primordial: Deus ama cada um de nós como se fôssemos a única pessoa em todo o mundo para amar".


segunda-feira, 14 de outubro de 2013

[Teologia Visual] Ordo Salutis – Infográfico

Tim Challies começou uma série chamada “Visual Theology”[Teologia Visual], tentando exibir teologia usando uma combinação de palavras e imagens. A primeira postagem da série é um infográfico sobre a ordem da salvação do cristão, o que é conhecido como “Ordo salutis” (correspondente latim para “a ordem da salvação”), que se refere a sequencia de etapas conceituais envolvidos na salvação do cristão. É uma sequência lógica, e não cronológica; algumas etapas ocorrem sequencialmente, enquanto outras instantaneamente. O que se segue é a compreensão clássica da Teologia Reformada sobre a maneira pela qual Deus salva o seu povo.

Tim gentilmente cedeu a imagem original para que pudéssemos traduzir e editar. E com uma ajudinha de um grande amigo (diagramador da Editora Fiel) aqui está! A imagem tem aproximadamente 40 x 20 cm (quase o tamanho de um A3). Então, sinta-se livre e incentivado para imprimir e colocar na sua igreja, por exemplo. As permissões do uso da imagem encontram-se abaixo.



Por: Tim Challies. Copyright: © challies.com

Design: soapboxstudio.com

Tradução e adaptação: voltemosaoevangelho.com

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

domingo, 13 de outubro de 2013

Arcebispo diz que pedofilia também é culpa dos pais

Divulgação

O arcebispo católico Jozef Michalik, presidente da conferência episcopal da Polônia, afirmou que muitos casos de pedofilia poderiam ser evitados se os pais fossem mais presentes na vida de seus filhos.

Segundo Michalik, os casos de divórcio, ou até mesmo casais que não dedicam a devida atenção a seus filhos, exercem influência forte sobre as crianças. “Muitos desses casos de abuso poderiam ser evitados através de um relacionamento saudável entre os pais”, afirmou.

As declarações foram feitas à agência de notícias PAP, na cidade de Varsóvia, após denúncias de casos de pedofilia dentro da Igreja Católica na Polônia, um dos países mais católicos da Europa.

Muitas vezes ouvimos que esta atitude inapropriada [pedofilia], ou abuso, manifesta-se quando a criança está à procura de amor”, disse Michalik, acrescentando: “A criança apega-se, ela procura. Perde-se em si e arrasta outra pessoa”.

Segundo o site do jornal português A Bola, mesmo afirmando que os pais tem responsabilidade nos casos de pedofilia, o arcebispo ressaltou “que ninguém, nem a Igreja ou qualquer homem da Igreja pode aceitar” que atos como esse sejam cometidos dentro ou fora da denominação.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+



::Meus comentários
Vamos juntar as frases e vejamos o que teremos:
Muitas vezes ouvimos que esta atitude inapropriada [pedofilia], ou abuso, manifesta-se quando a criança está à procura de amor. A criança apega-se, ela procura. Perde-se em si e arrasta outra pessoa”.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Um irmão que partiu

FreePik

A paz do Senhor pastor!” Era assim que ele me saudava todas as vezes que nos encontrávamos. Confesso que isto no início me incomodava. Pastor? Mas depois descobri que ser pastor não é um título, um anel ou uma carteira. Descobri que ser pastor é cuidar das pessoas. Então passei a “pastorear” o meu irmão Vandinho.

Há algum tempo atrás, sentados só nós dois na calçada de sua casa, quantas vezes falamos sobre Deus. Do amor que Ele tem por cada um de nós. Muitas vezes eu o ouvia falar que, o que mais desejava, era ver toda a sua família na igreja, entregando as suas vidas ao Senhor. Todos, sua esposa, seus filhos, nora e genro.

Certa vez ele disse que gostaria de voltar para a igreja, mas sempre acontecia algo que não o deixava ser fiel. Nesse dia eu disse para ele: “Você tem que ser mais forte que isto, se você deseja a sua família na igreja, é você que tem que dar o exemplo.

Passou-se um tempo, nós conversamos e ele disse o quanto era bom ir para a igreja. Estava no encontro de casais e estava muito feliz.

A única certeza que nós temos nessa vida, é que um dia, todos nós, de uma forma ou de outra, iremos deixar amigos, familiares e conhecidos. O Vandinho deixa não só isso, deixa o desejo para todos nós, que possamos servir a Deus, senão de forma plena, da melhor forma que pudermos.

Seu eu não acreditasse em Deus, diria aqui e agora: “Pronto. Tudo acabou. Vamos aproveitar a vida até chegar o nosso dia.

Mas eu não sou. Sou filho do criador dos céus e da terra e de tudo que nela há. Eu acredito que há sim uma esperança. Há sim uma chance. Eu acredito nas palavras de Jesus Cristo que disse que irá nos preparar lugar, pois na casa do Pai há muitas moradas.

Eu creio na promessa de que um dia Ele voltará. Ressuscitará os mortos e irá julgar a cada um de nós. Eu creio que Deus conhece um coração sincero, puro como de uma criança que se alegra ao ver maravilhado a chuva. Que escuta as nossas orações e que perdoa as nossas falhas. Eu acredito, que as horas de lucidez naquela UTI foram usadas para que Deus pudesse ouvi-lo. Avisá-lo que o seu lugar estava sendo preparado.

E o que nos resta agora? Saudade, sim! Tristeza não! Afinal de contas, na “cidade onde as ruas são de ouro e de cristal, não há tristeza, nem dor.” A presença de Cristo o enche de alegria. Se é para termos algum sentimento que tenhamos saudade mas também inveja, pois aqui ainda sentiremos dor, pessoas irão nos decepcionar, veremos outros partirem.

Mas ainda há uma esperança. Cabe agora nós nos entregarmos de corpo e alma a Deus. Fazer a sua vontade e buscarmos todos os dias a sua graça. Obedecê-lo, ser conhecido como seu amigo, para que, um dia, todos nós possamos nos reencontrar com todos aqueles que um dia se foram e que tiveram a vida, ou um momento de reconciliação, com Deus.


Que Deus abençoe a todos.

Além do rio azul - Voz da verdade

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Outubro de louvor na Canaã



Para quem não conhece estes cantores, segue uma "palinha":

Marquinhos Gomes
http://youtu.be/pfUg0bUpcYs

Rayssa e Ravel
http://youtu.be/TjrWbF1abuM

Sérgio Lopes
http://youtu.be/nGl5_sNXZHI

Estudo Evangélico sobre Maria - II Parte - Disponível

Divulgação

Deus nos dá um dom inestimável de ter comunhão com Ele. E depois de muitas orações, adiamentos e descobertas, estamos disponibilizando o nosso Estudo Evangélico sobre Maria - II Parte. São 40 páginas de um conteúdo provocante ao estudo sobre esta mulher, bendita entre as mulheres que muitas vezes é odiada por alguns irmãos em Cristo, mas que também teve o seu valor.

::O que há de novo?

  • Descubra de onde veio a adoração/ veneração à Maria e surpreenda-se com frases de Pio IX: "... quer em público quer em particular, a opinião a ela contrária, a qual quiseram como de muitos modos ferida de morte.";
  • Veja as "mensagem de Maria" exortando pela paz no mundo;
  • Leia sobre os santos que não são santos e que mesmo assim promovem milagres;
  • E muito mais.

Curta nas mídias sociais este estudo, divulgue para os seus amigos em blogs, faça "a verdade" chegar a todos.

Acesse: http://revistaevangelico.blogspot.com.br/p/revista.html - (Maria II parte)

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Refutando os atributos de Deus nos santos

FreePik

Estava fazendo uma pesquisa na internet sobre "visão beatífica dos santos" quando me deparei com um texto interessante da visão católica para os atributos de Deus atribuídos aos santos. Resolvi fazer o famoso copiar e colar e refutar algumas alegações do escritor.

O texto original está aqui. As nossas respostas estão destacadas.


Oniscientes, onipresentes e onipotentes os santos? Só Deus?


Pergunta — É um prazer me dirigir ao senhor cônego. Sou professor, com curso superior. Estou participando de um estudo bíblico com pessoas de diferentes religiões. Sou católico. As polêmicas aparecem. Surgiu o assunto da veneração dos santos e Nossa Senhora. Fui desafiado a mostrar como eles, já mortos, podem ser oniscientes, onipresentes e onipotentes, intercedendo para fiéis do mundo inteiro, ao mesmo tempo. Vi uma explicação num site da internet, mas eu mesmo não fiquei convencido com ela. O senhor teria como me colocar isto de forma convincente e clara? Por que pedirmos aos santos e Nossa Senhora, se é Deus que tem que transmitir a eles, para depois eles rogarem a Deus por nós? Não é estranho?


Resposta — Se as pessoas de outras "religiões" participam do “estudo bíblico”, não é difícil identificar a objeção como sendo de origem protestante, pois são eles que se empenham em combater a intercessão dos santos, e em particular de Nossa Senhora. Mas deixando a origem da objeção de lado — pois não nos interessa polemizar aqui com os protestantes — a teologia católica de há muito já se pôs o problema e oferece a solução para ele.

É de se estranhar que tão valoroso representante da fé católica tenha esquecido da passagem, que este humilde servo do Senhor que vos escreve – embora não tenha curso de teologia, há muito traz escrito no coração que lhe parafraseará: “Não julgueis, para que não sejas julgado”. Esta tão honrosa advertência nos foi dado pelo nosso Senhor a fim de que “sejamos tardios em julgar, mas quando o fizermos que façamos com justiça”. Então, se o fiel que indagou o texto não indicou e fez o mesmo muito bem em não proceder assim, deveria vossa senhoria também assim proceder. Pois o “protestante” poderia ser um judeu, um ateu, ou outro membro de outra religião.

Evangelizando no FaceBook e nas redes sociais

FreePik

Não são raras as mensagens de amor, salmos, versículos que norteiam a nossa página no FaceBook. O problema é: O que eu faço com elas?

Muitas vezes nós evangélicos "engolimos sapos virtuais". Recadinhos que "hoje é sexta", pedindo que a fulana volte do Canadá, foto de alguém em uma situação ridícula. E o mais preocupante é que muitas vezes curtimos e comentamos estas coisas. Entretanto, quando a mensagem é sobre Deus, quando são mensagens que nos edifica, acredito que ficamos tão atordoados com as mesmas que nãos curtimos, não compartilhamos.

E quando a mensagem "não foi para mim", apenas passamos os olhos e buscamos aquela mensagem que tocou a mim. O "eu" ainda fala mais alto aos "nascidos de novo", pois não veem que aquela mensagem depois de ser curtida ou comentada - mesmo "não sendo para você", pode fazer a diferença dos seus amigos na rede.

Vamos despertar, pois após as palavras do Papa Francisco convocando os católicos para evangelizar, inúmeras mensagens sobre o catolicismo (vide Maria), penetram em nosso perfil. E a pergunta que não quer calar é: E você, o que fará contra isso?

Aprendemos sobre o amor de Deus. Encontramos este Deus maravilhoso, auto-suficiente que nos ouve diretamente, mas nós, estamos dando ouvidos a Ele? Estamos nós evangelizando. Quando é postado algo do tipo: "Quem precisar de oração venha aqui!" Mas deveria ser: "Eu vou orar por você!" e isto dito por cada um de nós que temos verdadeiramente Deus nos nossos corações.

Vamos deixar de ser omissos, e divulguemos o amor de Deus a todo instante. Deixemos de lado o "eu" e passemos a fazer a vontade de Cristo - "Ide e pregai o evangelho." E quem sabe assim, possamos ter uma vida digna e sermos reconhecidos como amigos de Deus.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

205 provas contra o primado de Pedro

FreePik
O presente estudo é, primeiramente, uma extensa e elaborada refutação a um famoso artigo católico feito por Dave Armstrong, que hoje está em praticamente a totalidade dos sites católicos que, no Brasil e no mundo, repetem e divulgam uma lista de 50 “provas” do primado de Pedro.

Foi só depois de muito tempo que eu decidi elaborar uma refutação àquele artigo, não apenas respondendo a todos os pontos de Arsmstrong, mas também realizando 205 provas contra o primado de Pedro, que refutam amplamente todas as supostas “evidências” que ele achou isoladamente na Bíblia.

Para mostrar que o evangelho bíblico não é formado por uma ou outra passagem isolada que não pode fundamentar doutrina, busquei mostrar um conteúdo bíblico muito maior, demonstrando com clareza que o estudo de Dave foi extremamente arbitrário e que ignorou absolutamente o conteúdo total das Escrituras que vigorosamente repudiam todas as tentativas dele.
Sem mais delongas, irei passar as 205 provas abaixo encontradas ao longo de toda a Escritura, divididas especialmente em quatro pontos principais:

1. A suposta supremacia de Pedro sobre os demais apóstolos em geral.

2. A suposta supremacia de Pedro sobre João.

3. A suposta supremacia de Pedro sobre Paulo.

4. O suposto primado de Pedro em Roma, durante 25 anos.

Depois de tudo isso, creio que não sobrará mais pessoas que continuam preferindo levar cassetada com as suas passagens bíblicas isoladas. Qualquer um que analisar o Novo Testamento minunciosamente como eu fiz antes de elaborar o presente estudo, percebe com facilidade como que aquilo que a Bíblia mais derruba é o suposto “primado de Pedro”. Leiam e divirtam-se. A paz de Cristo seja com todos os irmãos.