quinta-feira, 25 de junho de 2015

A única cor que precisamos é a cor vermelha do sangue de Cristo.


Imagem: Sangue de Cristo

"A única cor que precisamos é a cor vermelha do sangue de Cristo."

Fico muito feliz quando a humanidade compartilha a defesa de uma causa. Mas não é por isso que todos devem aderir. Por isso, mudei a minha foto de perfil com o tema "A única cor que precisamos é a cor vermelha do sangue de Cristo." Mas por que?

Jesus Cristo foi o único a fazer um sacrifício real por todos. Até mesmo por aqueles que não acreditam Nele - se for o seu caso, sua leitura para por aqui, boa sorte. Mas se você acredita - do seu jeito em Deus, peço que leia o que escrevo até o final.

Não vou aqui dizer que é errado apoiar isto ou aquilo, o que me incomoda é que temos tantas coisas a compartilhar que até parece que a última coisa sempre é Deus.

Os verdadeiros cristãos, não saem aos gritos: "Você vai para o inferno!" "Isso é pecado!" Longe disso, o verdadeiro servo de Deus convida o irmão (pecador ou não) para falar das maravilhas do amor de Deus. Não julgamos, não apontamos, mas não nos calamos.

Admiro os pastores e irmãos que se quer debatem sobre o assunto, ficar em cima do muro ao meu ver não é o ideal, também sair agredindo de qualquer forma nunca foi o que Cristo nos pediu. Então o que fazer?

Se você ver seus "amigos" mudando as suas fotos de perfil em pról da campanha "colorida", convido você a mudar a foto do seu perfil para esta que está em meu perfil. Perceba que não há nome de igreja, apoio, endossado, não, nada, apenas um gesto simbólico para mostrar que há pessoas que acreditam na família tradicional. Acreditam no que está escrito na Bíblia. Acreditam que Deus ama o pecador mas abomina o pecado.

Bem, agora é com cada um de vocês. Finalizo com uma frase, não bíblica, mas de muita sabedoria:

"O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons."
Martin Luther King

Que Deus abençoe a todos.

Um novo arraiá

Foto: FreePik


Um irmão me indicou uma postagem no face sobre a festa de uma igreja com o titulo de Arraiá. E, como a igreja é evangélica, perguntou o que eu achava disso. Já lhe respondi, mas acredito que muito mais Deus através do seu Espírito tem a nos fazer pensar sobre coisas desse tipo. Então lhe convido para a reflexão: Um novo Arraiá!

Nos dias de hoje, sempre que se coloca as manifestações culturais - ou até mesmo alguns instrumentos, dentro das igrejas, temos uma enxurrada de frases do tipo: "Jesus está voltando!" ou "É o mundo dentro da igreja!" e coisas do tipo. Mas pergunto: Será que é isso mesmo?

Não estou aqui defendendo a igreja (que promove o evento) em questão. Nem tão pouco, julgando. Logo porque não é este o meu papel, mas quem sabe tornando esta festa um momento de evangelização. Mas como? Eu explico.

Como seria o novo Arraiá?

Primeiro vamos ter que pensar na ideia que nós temos de arraiá.
  • Bebidas - incluindo as alcoólicas;
  • Comidas - exageradamente falando;
  • Fogueira;
  • Barraca de beijos;
  • Músicas - para as "matutas" balançarem as suas saias e mostrarem as pernas/ partes;
  • Casamento matuto - tem um parágrafo mais abaixo só sobre isto.

Bebidas
Vamos tirar todas as bebidas alcoólicas. Sucos são bem vindos e refrigerantes - para quem pode é permitido, mas sem exageros.

Comidas
Aluá, vatapá, bolo e pé de moleque eu não acredito que sejam ruins. Mas poderia ser diferente, por exemplo, a entrada do Arraiá seria mediante a doação de 01Kg de alimentos para serem doados depois.

Fogueira
Agora começa a complicar. Pois alguns poderiam dizer que o fogo é algo pagão. Mas Deus quando apareceu a Moisés não foi através do fogo (sarça ardente)?
"Apareceu-lhe o Anjo do SENHOR numa chama de fogo, no meio de uma sarça; Moisés olhou, e eis que a sarça ardia no fogo e a sarça não se consumia." (Êxodo 3.2)
E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio duma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia.
Êxodo 3:2
E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio duma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia.
Êxodo 3:2
E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio duma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia.
Êxodo 3:2
E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio duma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia.
Êxodo 3:2

No dia de Pentecostes, não foram vistas línguas repartidas como que de fogo?
"E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles." (Atos 2.3)
Veja que tanto no primeiro caso o fogo se mostrou real , já no segundo caso, o fogo se mostrou para um comparativo - como que de...

Então, acredito que fogueira pode ser sim usada. Mas tenho uma dica. Em locais fechados usamos luzes e papel celofane para criar uma fogueira sem fumaça e sem o risco de alguém se queimar.

Barraca de beijos
Hum... não dá. Não tem negociação - nem na bochecha pode rs... Mas como fazer? Simples! Vamos trocar a barraca de beijos pela barraca da oração. Quem quiser "um beijo em forma de oração", vai até a barraca e pede para os que estiverem por lá orar por você. Ah, mas nada de ficar lá sentado só olhando para a pessoa e sentado mesmo dizer: "Deus te abençoe" e pronto. Não. Ser a barraca um lugar para receber aqueles que aceitarem a Cristo ou quiserem se reconciliar com o Senhor. Ou mesmo, pessoas que necessitam de oração - e quem não necessita.

A "barraca da oração" poderia ser ocupada por pastores ou servos do Senhor que estão lá em jejum e ficam intercedendo por todos durante o evento. Compromisso com Deus!

Músicas
"Hoje é festa de São João,... eu vou dançar quadrilha e vou tomar quentão..." não vai soar muito bem. Afinal de contas, todo o nosso louvor e adoração deve ser para o único digno de honra e de glória não é mesmo?
"Louvai ao SENHOR. Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento do seu poder.
Louvai-o pelos seus atos poderosos; louvai-o conforme a excelência da sua grandeza.
Louvai-o com o som de trombeta; louvai-o com o saltério e a harpa.
Louvai-o com o tamborim e a dança, louvai-o com instrumentos de cordas e com órgãos.
Louvai-o com os címbalos sonoros; louvai-o com címbalos altissonantes.
Tudo quanto tem fôlego louve ao Senhor. Louvai ao Senhor."

(Salmo 150 1:6)
Então, que tal trocar as músicas "de São João" por louvores. Há muitas músicas que dá para dançar - não em ritmo de São João, mas repare nisso: A festa não é de São João (rs...). E quem sabe até músicas da Harpa Cristã tocadas em outro ritmo (sugestões?)

Casamento matuto
Agora sim. Peço a sua atenção total a esta parte, pois até mesmo você irmão católico deveria observar isto nos festejos de sua igreja. Não estou aqui querendo ofender a sua crença, mas sim convidando-o para uma reflexão pura, afastada de quaisquer dogmas. Serei breve.

O que temos de personagens no casamento matuto encenado nas festas juninas?
  1. A noiva;
  2. O noivo;
  3. A esposa - do noivo;
  4. O padre ou juiz;
  5. A amante.

E que situações vivem estes na peça?
A noiva (1) está grávida do noivo(2) que na verdade é casada com outra mulher (3). Então, chegam para o padre ou juiz (4) para se casarem, pois a noiva está grávida do noivo. Mas, na hora do casamento, surge a amante (5) e toda a confusão está formada.

Vamos lá. Então temos em muitos dos casos nestas encenações, alguns assuntos típicos do que chamamos de "mundo".
  • O noivo comete adultério porque terá um filho fora do casamento;
  • O padre ou juiz geralmente está bêbado;
  • A amante é geralmente interpretada por um homem vestido de mulher fazendo referência ao homossexualismo.

Em geral temos: Adultério, filho fora do casamento e homossexualismo. E as pessoas envolta, sorrindo daquela epopeia. E se isto acontece dentro da escola paroquial, temos "a bênção da igreja".

Mas o que substituirá o casamento?

Um outro casamento! As bodas do cordeiro quando Jesus Cristo em toda a sua glória descer dos céus para encontra a sua noiva - a igreja/ corpo de Cristo. Uma peça mostrando este grandioso dia seria perfeito para o momento.

Conclusão - minhas

Tudo que for feito, que seja feito para honra e glória de Deus, não nos esquecendo de que todas as oportunidades que Ele nos dá - a nossa vida, é para usarmos em testemunho Dele, para Ele e por Ele.

Que Deus abençoe a todos.

P.S: Pena que escrevi este texto somente agora (em Jun-2015), mas quem sabe no ano que vem, alguém leia este texto antes das festas. Se ainda forem fazer algo neste sentido na sua igreja, me convidem para falar mais sobre esta visão de Um novo arraiá!












quarta-feira, 24 de junho de 2015

Fortaleza receberá Festival de Esperança com Franklin Graham


Nos dias 23 e 24 de outubro deste ano Fortaleza receberá o Festival de Esperança com Franklin Graham. Considerado um dos maiores eventos de evangelismo em massa do mundo o Festival contará com a participação de cantores nacionais e internacionais como Michael W. Smith, Tommy Coomes e banda, entre outros.

O evento é promovido pela Associação Evangelística Billy Graham, AEBG, em parceira com a Ordem dos Ministros Evangélicos do Ceará (ORMECE) e Igrejas Evangélicas de Fortaleza, tem como objetivo levar a palavra de Deus através da evangelização na capital cearense e cidades com até 100 km de distância de Fortaleza. Até outubro, pastores, líderes e milhares de cristãos estarão envolvidos em várias ações de preparação para os três dias de festival.

A estimativa é levar 50 mil pessoas à Arena Castelão nos dois dias de evento, treinar 20 mil pessoas no curso de capacitação da Associação Billy Graham, recrutar 10 mil conselheiros e milhares de voluntários que ajudarão na logística do evento. Desde janeiro um escritório do Festival de Esperança foi instalado em Fortaleza e membros da AEBG para América Latina prestam assessoria junto com equipe local para mais de 2 mil igrejas de Fortaleza e região envolvidas no evento.

Até outubro estão previstos mais de 20 cursos de capacitação em toda Fortaleza, encontro de mulheres, encontros de jovens, vigílias, eventos para pastores e líderes, ensaios do grande coral e treinamentos para voluntários.


Quem é Franklin Graham?

Foto: Franklin Graham - Divulgação

Filho de um dos maiores evangelistas do século 20, Billy Graham, Franklin é Presidente e diretor executivo da Associação Evangelística Billy Graham e da Samaritan’s Purse de Ajuda Humanitária. Franklin continua a missão de seu pai de evangelizar o mundo e ajudar pessoas que vivem extrema pobreza e desigualdade social.

Com equipes espalhadas em todo o mundo, Franklin atende pessoas atingidas por guerras como o ataque de 11 de setembro de 2001, a guerra civil do Sudão e calamidades naturais como tsunami no sul da Ásia, os terremotos no Haiti, China e Japão.

Em 1989 ele dirigiu seu primeiro evento evangelístico e desde então viaja o mundo inteiro levando o Festival de Esperança da AEBG. Neste ano as cidades Toronto- Canadá, Barcelona- Espanha e Jacksonville- EUA receberam o Festival de Esperança. Depois do Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizonte e São Paulo, Fortaleza é a quinta capital brasileira a participar do evento com Franklin Graham.

Curso Vida e Testemunho Cristão

As atividades que encaminham ao grande evento estão a todo vapor. Diversas igrejas estão sendo agraciadas com o Curso Vida e Testemunho Cristão. O curso conta com uma carga-horária acessível para todos. Com material didático e curso grátis e de excelente qualidade, o curso é ofertado gratuitamente e todos estão convidados a participar.

Particularmente não vejo a hora de participar como aluno. A minha turma será na Igreja Batista El Betel - Rua José Dutra Nº 107 - Mondubim - Fortaleza - CE (Próx. "Balã"o do Mondubim), no dia 28 (domingo) de 08:00 às 12:00hrs.

Se deseja participar desta turma, vá ao culto da igreja El Betel na quinta-feira (25-jun) a partir das 19:45min e inscreva-se.

Se desejar ver outros locais do curso, informe-se:
Festival de Esperança
Rua Carlos Vasconselos, 1706 - Aldeota
Fone: (85) 3021-1755 / (85) 3017-1679
Email: contato@festivaldeesperanca.com.br

Ainda da tempo

Se você é pastor ou dirigente de uma igreja e deseja o curso em sua congregação - ou em aguma igreja mais próxima, ou ainda participar mais ativamente do festival, entre em contato com a organização do evento.

Para mais informações
Ligue: 3017- 1679 ou 3021- 1755.
Visite nosso escritório: Rua Carlos Vasconcelos, 1706, Aldeota.
Siga-nos nas redes sociais:
facebook/festivaldeesperancafortaleza
instagram: @festivaldeesperanca.


A Deus toda a honra e toda glória!

Assim como aconteceu no DIP - Domingo da Igreja Perseguida, no qual fizemos diversas postagens relacionadas ao evento sendo um dos representantes em nossa cidade, consegui ser um divulgador do Festival Esperança. Assim sendo, postarei material relacionado ao festival sempre que possível.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Pastor lava os pés de transexual e mãe-de-santo durante culto e causa polêmica: “A presença de Deus era nítida”

Divulgação

A intolerância religiosa registrada no Brasil nas últimas semanas é o contraponto de um gesto de receptividade protagonizado pelo reverendo Hermes C. Fernandes na igreja Rede Internacional de Amigos (REINA), no Rio de Janeiro (RJ).

Convidado a participar de um documentário produzido pela TV Globo, Fernandes aceitou o desafio e abriu as portas do templo para a equipe da emissora e tomou a iniciativa de chamar para o culto pessoas que representassem outras religiões.

Após a ministração do louvor e da mensagem, Fernandes chamou ao palco os convidados para uma cerimônia de lava-pés, assim como Jesus fez com seus discípulos às vésperas da Páscoa.

Senti-me impulsionado a fazer algo que talvez pudesse despertar a consciência de muitos quanto à necessidade de se resgatar a mensagem central do evangelho: o amor […] Convidei algumas pessoas para que representassem segmentos sociais que têm sido vítimas de intolerância, não apenas por parte das igrejas, mas também por parte da própria sociedade […] Entre elas, alguém representando a comunidade LGTB, outra representando os cultos afros (ambas vestidas à caráter), uma portadora de necessidades especiais, um negro, uma Boliviana que foi explorada no país, um sociólogo que professava o ateísmo e uma bióloga representando a ciência. Pus-me de joelhos e com uma bacia cheia d’água, comecei a lavar e beijar seus pés, rogando que nos perdoassem por toda a discriminação sofrida. Na plateia, lágrimas. A presença de Deus era nítida entre nós. Era como se o abismo profundo que nos separava fosse finalmente transposto”, escreveu Fernandes em seu blog.

Para o reverendo, a iniciativa “poderia ser uma oportunidade de ouro para mostrar o outro lado” do meio evangélico, pois “nem todos pautam seu discurso no ódio, no preconceito, num moralismo radical”, destacou.

No entanto, a repercussão do gesto feito pelo reverendo foi negativa entre a comunidade evangélica: “A cerimônia de lava-pés foi sucedida por uma entrevista com perguntas polêmicas sobre a postura que a igreja evangélica tem adotado para com aqueles segmentos. Deixei a igreja com aquela sensação de missão cumprida. Antes, porém, postei as fotos registadas com o meu smartphone em meu perfil no Facebook. Ao chegar em casa, qual foi minha surpresa ao me deparar com a reação de muitos. Fui julgado, execrado, chamado de herege, liberal e outros adjetivos que prefiro não postar aqui. Ninguém se sentiu ofendido ao me ver ajoelhado aos pés de uma portadora de necessidades especiais, nem mesmo aos pés de um ateu (que converteu-se ao Senhor). Mas, ver-me de joelhos aos pés de uma ‘mãe-de-santo’ e uma ‘transexual’ parecia inadmissível. Houve quem dissesse que eu havia me ajoelhado diante de satanás”, lamentou.

O reverendo Fernandes finalizou seu artigo lembrando que, durante os três anos de seu ministério, Jesus protagonizou cenas que, hoje – assim como na época -, seriam consideradas um gesto de apostasia.

A primeira cerimônia de lava-pés foi protagonizada por Jesus. O texto bíblico diz que antes da páscoa, ‘sabendo Jesus que já era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, como havia amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim’. Portanto, que o moveu a desnudar-se ante o olhar escandalizado dos discípulos e a lavar-lhes os pés feito um serviçal qualquer não foi outra coisa se não o amor. Um amor totalmente incondicional, isto é, que independia de qualquer coisa que fizessem ou deixassem de fazer. Lembremo-nos de que entre os discípulos estava Judas. Quando chegou a sua vez, ele teve a ousadia de levantar o calcanhar como se dissesse: ‘Se é para lavar, lava direitinho’. Mesmo assim, Jesus não deixou de lavar os seus pés. Ele o amou e o amou até o fim. Como poderíamos pregar para quem não nos dispuséssemos a acolher? E como acolher a quem não amássemos? E como amar a quem não estivéssemos dispostos a servir? Houve alguém que demonstrou estar escandalizado pelo simples fato de termos recebido tais pessoas em nossa igreja”, finalizou.

Ps.: Para ficar perfeito, gostaria que tivesse sido feita não por conta da reportagem (Tv Globo), mas se fosse feito aleatoriamente e um irmão ter gravado e postado, receberia todo o meu louvor. Entretanto, como só Deus conhece os corações, eu gostei da atitude mesmo assim.

domingo, 21 de junho de 2015

Linda voz e lindo louvor.

A coragem desta mulher de ir a um programa de auditório na qual seria avaliada já é surpreendente. Cantar uma música pouco conhecida, idem. Mas uma música que é um verdadeiro tributo a Deus é divino.


video


sexta-feira, 19 de junho de 2015

O evento Celebrai com Kleber Lucas

Divulgação
Com o tema “A paz que contagia”, o celebrai festival comemora cinco anos de existência promovendo uma mensagem contra a violência que acomete a sociedade atualmente. Mais de vinte mil pessoas são esperadas no Polo de Lazer do Conjunto Esperança no dia 27 de junho para uma festa de alegria e paz para os jovens e suas famílias.

O evento já faz parte do calendário oficial da cidade através da lei nº 10.153/2013 e se propõe a ser um espaço de divulgação da cultura gospel e de conscientização social, especialmente contra o uso de drogas. Para tanto, oferece uma programação alternativa, de qualidade e de fácil acesso para a população de umas das regiões mais carentes da cidade. Grandes nomes como Fernanda Brum, Davi Sacer, Sérgio Lopes e Trazendo a Arca já passaram pelo palco do Celebrai Festival que vem alcançando maior repercussão e público a cada ano.

A grande expectativa para 2015 é o show com o Kleber Lucas. O cantor possui 12 CDs gravados e ultrapassou a marca de dois milhões de discos vendidos em seu penúltimo trabalho, “Profeta da Esperança”. Com esse trabalho, ele conquistou o Grammy Latino 2013 de melhor álbum de música cristã em Língua Portuguesa. Compositor e intérprete de músicas como “Deus cuida de mim”, “Aos pés da Cruz” e “Pra valer a pena”, Kleber Lucas é amplamente conhecido no meio gospel e atrai multidões por onde passa.

Outro grande sucesso do Celebrai é o Festival de Bandas que revela os melhores grupos musicais do segmento gospel no Ceará. Bandas de todo o estado têm participado e encontrado no evento uma oportunidade de mostrar seu talento. A cada ano, a quantidade e a qualidade dos grupos inscritos vem aumentando. A seleção dos melhores acontece em três etapas: avaliação do material digital enviado no ato da inscrição, votação do público pela internet e escolha dos jurados durante apresentação ao vivo. Os melhores classificados participarão do show de abertura do cantor Kleber Lucas.

SERVIÇO

O QUÊ? Show de encerramento do Celebrai Festival com Kleber Lucas

QUANDO? 27 de junho de 2015

ONDE? Polo de Lazer do Conjunto Esperança, Av. Contorno Norte S/N

INFORMAÇÕES: 8887 7483 (www.celebraifestival.wordpress.com)

ENTRADA FRANCA (doação de um quilo de alimento)