sexta-feira, 20 de abril de 2018

DIP 2018 - Domingo da Igreja Perseguida

E a sua igreja, já se cadastrou para o DIP? Está se aproximando o DIP - Domingo da Igreja Perseguida, e temos que realizar o nosso cadastro o quanto antes, principalmente por conta da greve nos Correios.


A Portas Abertas está com olhos voltados para a Índia e deseja comunicar a realidade dos cristãos per seguidos do país para a igreja brasileira.

A Índia está localizada no Sul da Ásia. O país tem como litoral o Mar da Arábia e a Baía de Bengala. Os países com os quais faz fronteira são: Bangladesh, Butão, China, Mianmar, Nepal, Paquistão e Sri Lanka. A população nacional é de 1,3 bilhão e é a segunda maior do mundo. Os cidadãos do país são chamados de indianos.

Em meio a uma cultura diversa e multicolorida, 80% dos indianos seguem o hinduísmo. Lá, os cristãos são uma minoria, apenas 2,3% dos indianos seguem a Jesus. Índia é o 11° colocado na Lista Mundial da Perseguição 2018. Nos últimos anos, a intensidade da perseguição e discriminação contra cristãos aumentou bastante. A prova disso é que a Índia subiu da posição 15 para a posição 11 em apenas um ano. Apesar de a legislação do país garantir liberdade de religião e crença, existem movimentos nacionalistas que desejam afastar do país toda a influência ocidental – como o cristianismo – propagando a ambição e o orgulho de serem uma nação totalmente hinduísta e tradicional. A esse movimento damos o nome de hinduização. Ser hinduísta faz parte da identidade e da tradição indiana. Assim como no islamismo, os que deixam a tradição para seguir a Jesus enfrentam grandes consequências. Nesse contexto, os cristãos se tornam “diferentes e inconvenientes”, pois não negam a Cristo e deixam de participar dos cultos e rituais milenares do hinduísmo.

Fonte: Portas Abertas (Apresentacao-india-roteiro.pdf, pg.: 01).

Como posso ajudar?
Existem diversas formas de ajudar, veja algumas:

:: Cadastre a sua igreja - você pode cadastrar a sua igreja no site do evento:
01 - Acesse: https://www.portasabertas.org.br - clique em, Cadastro.

Importante: Se você não é o pastor da igreja, a primeira coisa que você precisa fazer é solicitar a autorização dele para a realização do DIP 2018. Também alguns dados da igreja serão solicitados como CNPJ ou CPF do responsável pelo cadastro além do endereço completo.


02 - Talvez o seu cadastro anterior possa estar desatualizado, se for o caso - ou novo no DIP, clique em: Cadastrar:


03 - Comece a preencher as telas do formulário de cadastro. Veja que são apenas 03 etapas.


04 - Após a conclusão do cadastro e verificação do seu email, acesse novamente o site do DIP e clique em: Área restrita. Insira seu e-mail ou CPF, sua senha - criada durante o cadastro e em Entrar.
Você terá acesso a um excelente material de apoio para o DIP como modelos de banners, capas para o Facebook, vídeos, ideias de atividades e muito mais - Área DIP.


Agora que já sabe como cadastrar a sua igreja, veja outras formas de ajudar no DIP:

:: Orando - todos nós cristãos sabemos que no momento em que algo para Deus é organizado, forças malignas se levantam contra todos. Portanto, é de suma importância que os cristãos - mesmo aqueles que não vão participar diretamente do evento, possa orar para que tudo o que foi planejado aconteça sob a graça de Deus.

:: Ajudando na divulgação - na Área DIP, como já comentei, tem muito material para ser usado por você e por todos os membros de sua igreja. Alguns de nós, quando nos deparamos com a morte de algum artista, de alguma causa, logo mudamos a nossa foto de perfil, nossa capa nas redes sociais e afins. Mas porque não podemos fazer isto para divulgar o DIP? Pense nisso, com certeza, Deus se alegrará deste nosso ato, afinal, são seus filhos, nossos irmãos que estão padecendo.

Bem, por enquanto eu acho que já deu para você começar a engajar-se no DIP. Mas se não for pastor, ou ocupar cargo de destaque na sua igreja, acredito que a Missão Portas Abertas vai poder lhe encaixar em alguma atividade para ajudar no DIP. Então deixo aqui os contatos deles para que você possa oferecer a sua ajuda.


Caso deseje alguém da própria Missão Portas Abertas para participar do evento em sua igreja, entre em contato com a missão. Ela terá o maior prazer em indicar alguns dos seus voluntários espalhados por muitas cidades para, quem sabe, lhe atender.

Contatos

Endereço: Caixa Postal 18.105 CEP 04626-970 São Paulo/SP
Telefone: +55 11 2348 3330 / 2348 3331
E-mail: falecom@portasabertas.org.br
Face: https://www.facebook.com/mportasabertas
Instagram: https://www.instagram.com/portasabertasbrasil/ 
Twitter: https://twitter.com/mportasabertas
YouTube: https://www.youtube.com/user/missaoportasabertas


Missão Portas Abertas: https://www.portasabertas.org.br/


Use a vontade
Capa Facebook - divulgação DIP.
Convite para cadastra a igreja ou postagem em redes sociais.
Capa Facebook - pedindo orações.
Que a paz do Senhor esteja com todos.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Harpa Cristã - Qual o seu hino preferido?

Olá, gostaria de sua ajuda. Qual o seu louvor preferido da Harpa Cristã? Tomei como base a minha bíblia evangélica que contém 636 hinos. Esta pesquisa servirá para criar materiais de divulgação da Palavra de Deus. Ao final, se tiver tempo, por favor insira as informações sobre você e o seu ministério.




O resultado desta pesquisa e de outras que farei estarão disponibilizados no meu blog:
http://revistaevangelico.blogspot.com e no meu face: www.facebook.com/revistaevangelico

Obrigado por sua ajuda. Que Deus lhe abençoe.

Acesse a pesquisa clicando aqui!

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Jesus Noel

Recebi de um irmão (de fé) um vídeo de uma canção que tinha como enredo: "aonde está a fila para ver Jesus Cristo". A canção me tocou bastante e resolvi escrever este texto falando justamente sobre Ele, o "Jesus Noel".



O sentido do natal

Se procurar pouco, achará muitos textos sobre o verdadeiro sentido do natal. Talvez, o que não encontre é este sentido dentro de sua casa, na ceia com a família; nos shoppings e nas ruas de sua cidade. Permita-me então, mostrar a você, a minha visão do que é o natal.



No natal comemoramos o nascimento de Jesus Cristo. Não em um, como dizemos: berço de ouro, mas sim em uma espécie de curral. Ora, como pode o filho de Deus, rei dos reis e senhor dos senhores, digno de toda honra e toda glória, nascer ali, num curral; quem sabe, em meio a esterco de cavalos? Sim, os presépios não mostram isso. Mas o que Deus nos mostra é que, não importa como nascemos, podemos ser um dos maiores ícones do mundo, ou quem não desejar tanto, ser um exemplo para a sua família - mesmo que comece isto aos 30 anos.

O bom velhinho

Não quero aqui discutir sobre forças além de nossa compreensão. Mas não posso deixar de alertar pela comercialização da imagem do "bom velhinho", o Papai Noel que encanta crianças, jovens e adultos por todo o mundo. A magia do natal em cores fortes, luzes de neon e músicas que desde a nossa tenra idade nos acompanham, nos faz esquecer um pouco de nós mesmos e ficarmos suscetíveis a fazer o bem.



A hipocrisia não se apresenta a nossa face quando olhamos o nosso ser natural repleto de amor e compaixão naqueles 40, 30, ou quem sabe naqueles 07 dias - pode ser nas 24 horas, em que nos encontramos tocados pela data festiva. Assim, o querer ajudar ao próximo vira quase que uma luta. E ainda tem aqueles que, movido de compaixão, compram um panettone para o seu irmão (digo de sangue) afim de iludir a si mesmo, na doce loucura de está ciente de fazer o bem, afinal, aquele irmão (reitero, de sangue), é o menos afortunado da família.

Mas voltando ao "bom velhinho", recentemente levei minha filha para ver o Papai Noel de um dos shoppings aqui da cidade de Fortaleza, Ceará. A fila, longa como se esperava, era vista com desdém pela gerente da loja cuja a barreira de pais e seus filhos ocultavam a vitrine de seu estabelecimento. Solicitando que o segurança do shopping afastasse a fila para longe de sua empresa, finalmente, quando o hábil segurança motorizado reorganizou a fila, pude notar no rosto daquela gerente o brilho no olhar e o sorriso do espírito de natal que ela almejava: "Pronto. Agora venderei mais!"

Pode soar estranho uma crítica sobre o natal de alguém que leva a filha para ver o Papai Noel não é mesmo? Minha filha, Ananda, de 04 anos, ainda não me tinha revelado um segredo que, minutos antes dela ir ver o "bom velhinho", me falaria. Ao ser indagada o que pediria ao Papai Noel, Ananda disse:
- Quero primeiro reclamar que os presentes estão muito caros e as pessoas estão sem dinheiro para comprar!
- É mesmo minha filha? E o que vai pedir? - Perguntei.
- Uma máquina para fazer sorvete de massinha.


E depois de alguns segundos, ela me olha enquanto eu pensava no preço que o tal presente do "Papai Noel" me custaria, ela me chama para falar ao meu ouvido e diz:
- Papai, eu sei que é o senhor e a mamãe que vão comprar e que o Papai Noel é de mentirinha.

Pronto, nova etapa conquistada: Como dizer para seu filho (a) que Papai Noel não existe?

Jesus Noel

Faça agora, um comparativo entre Santa Claus (Papai Noel) e Jesus Cristo, o qual o chamarei, respeitosamente, de Jesus Noel.

Jesus Noel não usa gorro. Em sua cabeça, há uma coroa de espinhos. A cor vermelha não é devido ao cetim, mas ao seu sangue provocado pelos espinhos que, segundo alguns historiadores, poderiam ter entre 2 e 3cm.

Jesus Noel não tem casaco de frio em predominância de vermelho. A cor avermelhada fora devido também ao seu sangue devido as chicotadas e a lança transpassada lá na cruz. Entretanto, esperamos a sua volta vestido sim de branco, tão alvo como a neve, resplandecente, dentre as nuvens.

Ele, Jesus Noel, não usa botas pretas engraxadas. Mas sim alpargatas, que João Batista, a voz do que clama no deserto, diz-se indigno de desatá-las (1 João 1.19:28).

Jesus Noel não desce por chaminés, mas sim ele está a porta e bate (Apocalipse 3.20), esperando o convite para cear, isto independente se será peru, frango ou farofa de ovos.

A sua viagem não é dentro de um trenó puxado por renas, mas sim, sobre querubins (Salmo 18.10), visitando todos os lares não apenas na viração do dia, mas todos os dias, esperando encontrar alguém pedindo o maior e melhor dos presentes.

O saco de presentes de seu infame imitador, é trocado por seu coração. E, a despeito dos exigentes presenteáveis, todos os presente que Ele traz consigo tem o mesmo volume, altura, comprimento e peso. O melhor e maior dos presente, a saber: A vida eterna.

Onde está Jesus Noel?

Olhe ao seu redor quando passear pelas ruas enfeitadas e tente achá-lo. Talvez veja uma grande fila e espichando o seu pescoço possa desejar vê-lo ali, contudo, em vão será sua atitude. Quem sabe, na confraternização de sua empresa, afinal, passamos um ano difícil. Mas não, Ele provavelmente não estará por lá.



Eureka! A festa de natal de minha casa! Meus amigos mais próximos, meus parentes, mesmo aqueles que não os vejo há tanto tempo, afinal, fará 01 ano desde a última ceia de natal. E na hora combinada, cearemos... mas espere um pouco, todos já estão comendo e bebendo. Alguns até já trocam os olhares, não como os apaixonados, mas pelo efeito do vinho, da cerveja ou quem sabe da cachaça.

Olhe para os lados, veja a sua decoração de natal, procure a cruz. Mas não a cruz com um Cristo pregado, esta cruz mostra a sua morte. Mas procure a cruz sem ter um cristo preso a ela. Esta cruz, mostra um Cristo ressuscitado, que venceu a morte pois ao terceiro dia ressuscitou e antes de ir para os céus, para junto do Pai, disse: 
"Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar." (João 14.2)
E deixou-nos uma promessa:
"Aquele que dá testemunho destas coisas diz: Certamente, venho sem demora.[...]" (Apocalipse 20.22)

O que fazer?

Não sei como, nem o local que irá passar a note do dia 24 de dezembro. Não sei se a sua ceia será farta ou se por algum motivo, a comida estará escassa. São muitas variáveis para definir tudo isto. Entretanto eu tenho uma certeza, um apelo ou talvez até seja interpretado como um pedido. Ore. Sim ore antes de sua ceia de natal. Reúna seus familiares e amigos, deem as mãos e orem. Peçam para que Deus derrame as suas bênçãos sobre cada um que ali está. Mas não só para os que estão contigo. Peça pelos menos afortunados, desempregados, pelas mães e pais que no dia 25 de dezembro estarão enterrando seus filhos e não preparando o almoço com a sobra do jantar da noite passada.

Saiba que, o maior presente que alguém pode receber não pode ser dado por você, mas por aquele que vive e reina para todo o sempre. Aquele que é fiel para cumprir a sua promessa de um dia surgir no céu para levar todos aqueles que confiaram Nele. Que seguiram seus mandamentos e estatutos. Aqueles que acreditaram em sua ressurreição e que aguardam a sua vinda.


Conclusão

O Jesus Noel é infinitamente incomparável ao Papai Noel, por sua forma, força e importância. Mas o trocamos por bolos de chocolate, salgadinhos, e conversas fiadas e o natal, o nascimento de Cristo, fica para segundo plano. Quem sabe no último dia do ano que se aproxima, você faça a promessa de ser uma pessoa melhor, quem sabe abandona seus vícios, quem sabe perdoa aquele que lhe ofendeu.

Ora, ainda tem aqueles que se escondem atrás de ídolos transformando estupidamente a criatura em criador. Mas não foi este o motivo pelo qual Deus deixou seu povo vagando pelo deserto por 40 anos? Depois casaram-se e se deram em casamento, pervertendo a vontade de Deus em relações imorais que concatenou na ira de Deus que derramou um dilúvio sobre a terra?

E mesmo assim, depois de tudo isso, deu seu único filho para que todo "aquele que Nele crê não pereça mas tenha a vida eterna" (João 3.16), mas nos preocupamos muito mais nas roupas que usaremos na fatídica festa do que na salvação da nossa alma anunciada pela morte de nosso redentor.

Enfim, o texto aqui escrito, não tem a intenção em ofender ninguém, nem seu credo, sua posição social ou qualquer outra coisa. Contudo, se isto fizer com que você possa repensar no motivo pelo qual comemoramos o natal, já me dou por satisfeito.

Que Deus e nosso Senhor Jesus Cristo abençoe você e toda a sua família e que o "bom salvador" visite a sua casa não descendo pela chaminé, mas sim batendo a porta do seu coração.

"Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim." (João 14.1)

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Novo álbum Igreja El-Betel

Para organizar melhor as coisas para o ano que vem, decidi unificar alguns álbuns da igreja que congrego. Assim, em um banner que fica ao lado, você poderá acessar todas as fotos que faço para a igreja.


A foto acima, o coração de pedra, foi feita em nossa última viagem missionária para a comunidade do Bico da Arará, na cidade de Caririaçu Itapiuna, Ceará. A imagem, me lembrou um dos versículos que encontramos na Bíblia.

"[...] Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações [...]" Hb 3.15

"Hoje não."

Parece que esta resposta virou padrão aos ouvidos de nós evangelistas. Depois de algum tempo falando coisas referentes ao reino de Deus, as pessoas simplesmente tratam as nossas palavras como se fosse um conversa em uma mesa de bar. O mais intrigante é que mesmo com os olhos cheios de lágrimas, mesmo Deus revelando intimidades daqueles que estão sendo evangelizados, o coração de pedra resiste.

Antigamente - hoje algumas vezes por indisciplina minha, fico chateado com o tempo que passei ali conversando com as pessoas sobre Deus. Mas quando tudo passa e aquela alma não se rende, lembro do versículo.

"Eu plantei; Apolo regou; mas Deus deu o crescimento." I Co 3.6
Talvez seja que, quando somos usados por Deus para falar coisas tão íntimas sobre as pessoas que só ela e Deus saberiam, de alguma forma, passamos a sentir o sofrimento de Deus por aquela alma. E isto nos faz sair frustrados as vezes. Entretanto, como diz no versículo acima, temos que, como bons evangelistas, termos a consciência de que nada podemos fazer além de deixar Deus nos usar naquele momento.


Sair tristes por não termos visto perante os nossos olhos, alguém se render a Cristo (o maior dos milagres), se por um lado é uma barra, por outro lado, encontramos gratificação em saber que Deus por alguns segundos, fez uso de nosso corpo, de nossa alma, de todo o nosso ser.

As pegadas de Cristo

Sim! Somos loucos! Deixamos nossas famílias, nossos afazeres, quem sabe nosso descanso para irmos a uma localidade desconhecida só pelo prazer de salvar vidas - pelo menos este deveria ser o real objetivo de todos.

No meu caso, geralmente tiro a manhã para fotografar a ação social e a tarde, quando dá, saiu para as ruas também para evangelizar. Mas mesmo dentro de quatro paredes, não vou ficar todos o tempo fotografando e entre uma foto e outra, a entrega de um panfleto, uma oração, um braço, tudo é válido.






O caminho

A estrada é um prato cheio para fazer algumas fotos. E embora o reflexo, a sujeira no vidro e os constantes solavancos atrapalhem muito as fotografias, as vezes dá certo.




Mais fotos

Adoro fotografar, por favor Senhor, não tire isto de mim. Posso até não está dando conta de pagar as contas, mas toda vez que eu me proponho a fotografar, é algo mágico. Devo lhes confessar um segredo - que deixará de ser agora né... Eu peço a Deus para sair pelas cidade pregando o evangelho de Cristo e fotografando cada cidade. Assim, Deus me ajudaria a vender as fotos, eu iria para uma outra cidade sem cobrar nada e isto iria virar um clico vicioso: Fotografar > Pregar > Fotografar > Pregar... Quem sabe um dia passo a viver no meu paraíso particular.













Para ver o álbum com a fotos de nossa última viagem e de todos os eventos da Igreja Batista El-Betel que eu fotografei, basta clicar aqui.

Lembrando que as fotos mais recentes ficam no final do álbum.

A paz do Senhor para todos.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

40 dias em jejum e oração

Talvez, o que você irá ler aqui, fará com que eu receba o singelo título de louco. Bom, já vou avisando: Sou louco por Cristo! Depois de um tempo em oração, Deus tocou em meu coração para reunir pessoas na busca de um propósito: Jejuar e orar por 40 dias em favor dos desempregados. Então, posso contar contigo?


Se você está desempregado e gostaria de receber oração por este propósito, então faça o seguinte:
  1. Compartilhe esta campanha com todos os seus amigos, estejam eles desempregados ou não;
  2. Mande o seu nome completo para o meu WhatsApp (85 98835 4345). Irei adicionar o seu número ao grupo de oração. Se tiver algum parente ou amigo desempregado, mande o nome dele completo também;
  3. Todos os dias, incluindo domingos e feriados do dia 27 de novembro de 2017 até 05 de janeiro de 2018, estarei dedicando uma hora de oração por todos, que a princípio será das 15h às 16h;
  4. Dedique você também este tempo e horário para ajudar na oração seja de sua casa ou onde estiver. Mas se não conseguir participar neste horário, faça em outro horário, mas que seja todos os dias durante uma hora.
E se estiver empregado mas estiver com tempo, ajude-nos com suas orações, Deus se agradará.


O que é uma oração?

Oração é uma conversa com Deus. Tente imaginar Deus ao seu lado, ou sentado em uma cadeira por exemplo. Comece exaltando o nome Dele. Depois fale o que está fazendo, qual o propósito dos seus quarenta dias de jejum e oração. Com a lista dos nomes no grupo, fale cada um deles e peça para que Deus consiga um emprego ou que alivie "o peso" que com certeza todos nós carregamos em uma situação destas.


Assim como muitos irmãos, eu também estou desempregado há mais ou menos dois anos. Vivo/ tento, tirar da fotografia o meu sustento (40Photos), que diga-se de passagem, não estou tendo o retorno esperado. Então, com tempo livre, decidi me dedicar as orações diárias. E foi em uma destas que fiz algo diferente: entreguei a minha própria oração a Deus. Quem sabe no grupo eu conte como cheguei a isto.

O que é jejum?

Quando falamos em jejum, o que vem a nossa mente é passar fome. Mas na Bíblia há diversas formas de jejuar. Tem a de quarenta dias feitos por Jesus por exemplo. Mas há também a de Daniel que retirava aquilo que ele mais gostava - parece que incluía até perfume. E em Isaías 58 está descrito o verdadeiro jejum. Bem, pelo visto, isto cabe uma outra postagem que farei depois.

Concluindo

Bom agora é com você. Siga as instruções lá em cima e vamos nos organizando para iniciarmos em breve. Que Deus nos conceda bênçãos e sua misericórdia.

A paz esteja com todos.

Lucas Filho

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

A batalha contra o diabo

Depois de muito tempo, ontem eu assisti ao filme: Quarto de guerra e recomendo para todos os irmãos. E o mais precioso, não é a fotografia, a direção, ou o figurino que, com certeza, passaram longe do tapete vermelho do Oscar. Mas a essência, a mensagem que Deus colocou nos frames desta modesta obra cinematográfica, pelo menos para muitos.


O filme em si é muito bem pensado. Mas se você não está familiarizado com a linguagem pentecostal talvez considere alguns diálogos difíceis de entender/ aceitar.

O poder da oração

O filme é sobre como as nossas vidas estão nas mãos de uma força maior e maligna que, se procurarmos na Bíblia, rege este mundo.
"Então o diabo o levou a um lugar muito alto e lhe mostrou, em uma fração de tempo, todos os reinos do mundo. E lhe propôs: “Eu te darei todo o poder sobre eles e toda a glória destes reinos, porque me foram entregues e tenho autoridade para doá-los a quem bem entender. Portanto, se prostrado me adorares, tudo isso será teu!” Contudo Jesus lhe afirmou: “Está escrito: ‘Ao Senhor teu Deus adorarás e só a Ele darás culto’”." (LC 4.5:8)
O diálogo acima, é entre Jesus Cristo e o diabo durante a tentação no deserto. Perceba que a frase: "porque me foram entregues[...]", denota que, o diabo, é o dono deste mundo.

Pode parecer meio estranho, simplesmente Deus entregar ao diabo logo a terra, lugar para o qual também somos, direi: enviados. A razão? Bem pergunte a Deus se tiver oportunidade.

A batalha é grande


Recentemente li alguns livretos da missão Portas Abertas, presente por eu ter ajudado no DIP. O primeiro tem como tema e título: Fé. O que ainda estou lendo: Oração. O primeiro é mais voltado para a perseguição que todos nós passamos e diga-se de passagem, muitos de nós só lembramos dos irmãos no Oriente Médio quando se fala de perseguição, contudo, existem graus de perseguição e tanto você, quanto eu, sofremos perseguições. O segundo, fala do poder da oração.

Alerto que já uma batalha praticamente invisível aos olhos humanos. Travadas nas regiões celestiais, aparentemente inofensivas, longe dos nosso olhos, mas muito mais perto do que podemos achar. E é nesta batalha que é decidido muito de nossas vidas.

É intrigante termos a noção disso apenas depois que entregamos nossas vidas a Cristo. Não é raro ouvir de alguém: "Quando eu farreava, nunca faltava dinheiro. Agora que sou cristão de verdade, falta até para comer!" A explicação: Antes você fazia a vontade do diabo, agora, pertencendo a Cristo, você é atacado por todos os lados.

Daniel e a resposta de suas orações

Deus é um ser muito interessante. Eu estava pensando em uma passagem sobre Daniel que fala da resposta a uma de suas orações, quando então me deu uma vontade enorme de assistir ao filme. Antes, devo alertar que, Daniel, era um homem de oração, orava três vezes ao dia; fazia o seu papel sendo homem íntegro e temente a Deus. Nesta altura, havia jejuado por três semanas e estava impaciente pois a resposta de suas orações não chegavam.

E depois de algum tempo, Daniel teve uma visão e um anjo lhe disse:
Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras; e eu vim por causa das tuas palavras. Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia.” (Daniel 10:12-13) 
Perceba a afirmação: "desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras" [...]. Ou seja, as orações de Daniel foram ouvidas e prontamente atendidas, contudo, algo aconteceu: "Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu vinte e um dias, [...]. E este fato é a razão desta postagem e a relação que vi no filme e nas nossas vidas.

A estratégia


Não servi nas forças armadas. Mas acredito que se há algo que pode derrotar um inimigo é o ataque por duas frentes (dois lados). Imagine um exército vindo em sua direção com todo o seu poder e fúria. Que estratégia usaria? E se eu lhe dissesse que você poderia ter a ajuda de um outro exército atacando o seu inimigo por trás? Ficaria mais plausível a sua vitória?

Nós temos a tendência de entregar tudo nas mãos de Deus e somos ensinados a "descansar no Senhor". Me perdoem os que acreditam nisso, mas estou vendo que não devemos agir bem assim. O "descansar no Senhor" não quer dizer que devemos orar uma única vez e pronto. Vejo mais isto como um ato de covardia de nossa parte, pois o problema também é nosso e nos acomodamos a deixar de orar por aquilo que desejamos.

Ora, se Daniel teve as respostas de suas orações atrapalhadas por Satanás, acredita mesmos que as nossas não serão? Não quero dizer aqui que devemos ficar todo o tempo orando para obter as mesmas coisas, pedindo, pedindo e pedindo. Mas sim, pedir e ficar glorificando o Senhor na certeza que, se nossos pedidos são agradáveis a Deus, Ele fará assim como desejamos.

Atacar o inimigo, depois de suas orações a Deus pode parecer para muitos um problema. O inimigo com certeza não ficará parado enquanto você ficar em oração, glorificando e dando a Deus o seu devido louvor e adoração. Vem  ataque certo. Mas e você, vai recuar? Costumo a dizer, quando vou evangelizar e estou de certa forma triste pelas batalhas infindáveis, que eu levo comigo dois botijões de gás. Se o diabo aparecer, eu explodirei tudo.

As vezes, quando a minha filha me pedi algo e eu nego, ela fica repetindo o mesmo pedido por minutos a fio. Com certeza isto me irrita, mas na mente dela, de tanto ela insistir, eu posso mudar de ideia. Mas quando eu lhe falo: "Eu já ouvi!" ela sai e fica me olhando de longe com aquele olhar de: "Não esqueça do que eu lhe pedi". O olhar dela é como se fosse as nossas orações. Não precisamos ficar repetindo os nossos pedidos, Deus já os sabe, mas devemos sim é nos conter em ficar agradecendo a resposta em nossas orações - independente da que for dada. Que tal experimentarmos pedir algo a Deus e as demais orações só ficarmos agradecendo a resposta?

Conclusão

Engana-se quem acha que o diabo não existe. Quando evangelizo, vez ou outra eu pergunto se a pessoa acredita em Deus numa escala de 0 a 10. Geralmente Deus recebe a nota mais alta. Então pergunto, o quanto ela acredita no diabo. As notas sempre são baixas. Ledo engano. A mesma nota que se dá para Deus, devemos dar ao diabo. Entenda que não uma nota de congratulação, mas de acreditar em sua existência e em sua influência nas nossas vidas. Se dou nota 10 para Deus e 2 para o diabo, ele - o diabo, pode usar de suas sorrateiras artimanhas do tipo: "Cheira uma vez só, não vai lhe fazer mal" - assim sendo, a importância dos nossos deslizes podem passar desapercebidos por acreditarmos na mentira de que "tudo é normal..." "Deixe de ser careta..."

Entender e aceitar que existe um mundo espiritual e que a todo instante há uma batalha sendo travada, nos faz ficar alertas para as armadilhas que podemos encontrar neste mundo. Sermos prudentes quando vemos algo que é tentador, observar o que aquele fato realmente é de verdade é o primeiro passo para encaramos as batalhas que todos nós temos que enfrentar.

Não se engane, a vida do seu irmão não é tão próspera assim. Nunca é tão fácil e nunca está um mar de rosas. O inimigo é fugaz e ataca sempre na área que mais somos vulneráveis. Quer uma prova? Pare e pense: O que neste momento está faltando na sua vida? A situação financeira está difícil por exemplo? Já reparou que todos os problemas vão direito para esta área?


E o que dizer dos filhos? Você vive na igreja, aparece mais por lá do que o pastor. Mas seus filhos estão afastados, tornaram-se viciados ou tem ódio da igreja. Se passa por isso, a falta de dinheiro não tira muito o seu sono não é? Sabe o motivo? O diabo sempre ataca naquela área que somos mais vulneráveis.

Portanto meus amados, o jejum e a oração, são as nossas armas para batalhar junto com Deus. Acho - isto vem de mim, que quando você ora para Deus pedindo algo realmente importante, Deus deve dizer: "A peleja é minha meu filho." Então Ele - Deus, vai batalhar por você.

Mas Deus, olha para trás e vê ali, no campo de batalha, com a couraça desajustada, as alpargatas maiores do que os seus pés, o escudo pesado e a espada pouca afiada de um ser tão pequeno e indefeso... Deus olha e deve pensar: "Meu filho amado, não retrocedeu. Quer ficar junto ao seu Pai e guerrear? Vamos, vem comigo, vamos para a batalha contra o diabo!"

E você? Está pronta para a batalha?

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Evangelismo El-Betel em Maracanaú-Ceará

Alguns dias atrás, eu fui ajudar na evangelização de uma das congregações da Igreja Batista El-Betel. Minha ajuda, foi com fotos e ser ouvinte de um testemunho dos mais fortes que já tinha ouvido até então.


Conversar com amigos, almoçar fora, deitar no chão frio de uma igreja, ou ainda pela folia de andar de ônibus (tem gosto pra tudo), bem, não sei que motivos levam as pessoas acordarem cedo no sábado, deixando a família e o conforto do seu lar para evangelizar. Entrando em ruas e vielas apertadas, muitas vezes sob o olhar tenso dos moradores que olham para aqueles "bando de loucos" de Bíblia nas mãos e folhetos já apontados para todos os que se apresentarem a frente.

Bom, eu, a princípio , fui fotografar, fui fazer meu papel de "tijolinho" na grande muralha da fé Cristã, fui fazer a minha parte: fotografar.






 
As fotos acima foram feitas durante a ação social que ocorreu dentro da igreja em Maracanaú. Teste de glicemia, verificação de pressão, corte de cabelo e aplicação de flúor, foram as ações.


Sol escaldante, pouca gente na rua - mas isto não é problema

Sair por ruas desconhecidas e praticamente desertas, é assim que caminhamos, Mas nada impediria aquela batidinha nas portas de vez em quando.






Tem mais...