quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Pastor evangélico é morto durante assalto no Centro

Divulgação

O pastor evangélico fundador da igreja Batista Vale da Benção foi morto durante um assalto na Avenida Heráclito Graça, no Centro de Fortaleza. O crime ocorreu por volta da 1h da madrugada, nestaquarta-feira (25). Os suspeitos do crime foram presos na Meton de Alencar com General Sampaio, na Praça da Bandeira.

Vereadora lamenta a morte de pastor evangélico durante assalto no Centro

Francisco Darckson da Silva Lira teria saído de uma igreja no Centro e ia para a própria residência, localizada na Maraponga. Mas foi abordado por dois homens armados a faca que anunciaram o assalto. O religioso não forneceu os pertences e foi atacado. De acordo com a Polícia, foram 15 perfurações a faca.

Os suspeitos fugiram no carro da vítima. Por volta das 2h30min da madrugada a dupla foi perseguida e colidiu o veículo em um poste na Rua Meton de Alencar com General Sampaio, na praça da Brandeira. Ambos foram detidos e encaminhados ao 34º DP (Centro). A arma do crime foi apreendida.

De acordo com amigos da vítima, pastor Darckson é o fundador da Igreja Vale da Benção desde o ano de 1982. Ele também possuía um programa de rádio e era conhecido internacionalmente pelo seu trabalho como religioso.


Fonte: Diário do Nordeste

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Anticristo? Bill Gates diz que mundo precisa de um governo único para acabar com a pobreza

Divulgação

O filantropo multibilionário Bill Gates, fundador da Microsoft, afirmou que a única forma de atacar as mazelas do planeta de forma eficaz é estabelecer um governo mundial.

Gates listou os pífios avanços no combate ao aquecimento global e degradação do meio ambiente como um dos motivos que justificariam um governo único em todo o mundo, além de citar os problemas relacionados à fome e a miséria que não são solucionados.

Você pode rir, mas é realmente triste ver como é executada a Conferência de Copenhague (sobre mudanças climáticas), como o sistema das Nações Unidas tem falhado, é triste”, disse Gates, em entrevista ao Süddeutsche Zeitung.

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Antes de morrer, cristã sequestrada pelo Estado Islâmico disse que havia entregado sua vida ao Criador

Divulgação

A voluntária Kayla Mueller, sequestrada pelo Estado Islâmico em 2013, foi morta durante uma ação militar da Jordânia contra os terroristas que ocupam áreas do Iraque e da Sìria.

Cristã, Kayla Mueller havia enviado uma carta à sua família falando sobre seus dias no cativeiro, e dizendo que apesar de ser tratada com respeito, sua condição havia feito perceber que somente Deus poderia ajuda-la.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Agora (ontem ) em Camarões, Boko Haram incendeia igrejas e decapita dezenas de cristãos

Divulgação

Extremistas do Boko Haram perpetraram um ataque em uma cidade camaronesa em retaliação a uma ofensiva militar da Nigéria em parceria com o Chade, que resultou na morte de 250 militantes do grupo.

A ofensiva do Boko Haram, que expandiu suas ações para além das fronteiras nigerianas, contou com mais de 800 homens, e deixou 90 pessoas mortas e outras 500 feridas, de acordo com informações das agências de notícias.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Menino cristão sequestrado pelo Boko Haram escapa do cativeiro e relata bastidores do grupo


Divulgação

Um menino cristão que foi capturado pelo Boko Haram e conseguiu escapar de um alojamento relatou os bastidores do grupo terrorista que pretende exterminar o cristianismo na Nigéria.

Tratado pelo codinome Henry a fim de preservar sua identidade, o menino concedeu uma entrevista ao jornalista Emmanuel Ogebe, do portal Breitbart, e deu detalhes do que viu e ouviu nas fileiras do Boko Haram.

“O Boko Haram raramente é misericordioso com meninos cristãos”, escreveu Ogebe, reproduzindo o que ouviu de Henry. De acordo com o jornalista, o menino foi capturado com uma séria e irreparável lesão na perna¹.

Os extremistas podem tê-lo confundido com um menino muçulmano ferido na guerra e criaram alguma simpatia por ele. Por isso, preservaram sua vida e o levaram a um de seus acampamentos, onde recebeu curativos e alimento.

Ogebe escreveu em sua reportagem que “ser soldado significa decapitação imediata”. O Boko Haram não poupa a vida dos “inimigos”: “Aos cristãos em geral é dada a chance de se converter ao islamismo antes de serem mortos. Isso não acontece com soldados [nigerianos] – cristãos ou muçulmanos”.

O jornalista afirmou ainda que Henry compartilhou algumas coisas que ouviu dos extremistas sobre o sequestro das 276 meninas estudantes. O menino afirmou que o comentário mais comum entre eles era “Nós perturbamos o mundo sequestrando essas meninas”.

Henry afirmou que o episódio foi visto como um aprendizado por parte dos terroristas: “Se soubéssemos, teríamos feito isso antes. Quando matamos um bando de colegiais em Buni Yadi e deixamos as demais meninas irem embora, elas alertaram as outras garotas para abandonarem a escola. Deveríamos tê-las levado. É o que vamos fazer a partir de agora”, diziam os militantes.

Como era tratado como um sobrevivente, Henry recebeu a oferta de se casar com qualquer uma das meninas capturadas, mas recusou. Ele também informou que o Boko Haram mantém os homens e as mulheres capturadas em espaços separados. Os militantes casados ficam em espaços afastados e privativos, chamados de Married Officers Quarters (MOQ), que pode ser traduzido como Alojamento dos Oficiais Casados.

Uma vez que uma mulher é mandada para lá, é um caminho sem volta”, revelou Henry, que conseguiu fugir de um alojamento aproximadamente nove meses depois de ter descoberto que o Boko Haram tinha destruído sua cidade natal, que era habitada “completamente” por cristãos.

Emmanuel Ogebe frisa em seu texto que “Henry não pode deixar os terroristas saberem que aquela era sua cidade natal porque com certeza ele será morto também”.
¹


Lesão na perna do menino Henry
 











Por Tiago Chagas - Via Gospel+

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Crianças nuas no carnaval de Quixadá

Foto ilustrativa - Divulgação

O radialista Wanderley Barbosa, do Sistema Monólitos de Comunicação, denunciou na manhã desta terça-feira, 10, que crianças estão sendo preparadas para desfilar nuas no carnaval de Quixadá.

O comunicador afirma ter sido procurado por algumas mães de alunas. Elas denunciam que as filhas são menores de 15 anos e, mesmo assim, já estão ensaiando coreografias sensuais, nas quais participarão apenas com um tapa-sexo.

Segundo o radialista, já no ano passado as adolescentes se apresentaram nas ruas. Ele chama atenção do Ministério Público e do Conselho Tutelar para essa prática. A exibição de crianças nuas, apenas com os corpos pintados e usando um cobertor para a vagina, não parece ajustar-se ao Estatuto da Criança e do Adolescente.

Wanderley Barbosa ainda explicou que as mães desabafaram dizendo que não conseguem mais controlar as próprias filhas. Elas desejam que as autoridades garantam que crianças não serão expostas desta forma no carnaval deste ano em Quixadá.


Fonte: http://www.monolitospost.com/2015/02/10/criancas-estao-sendo-preparadas-para-desfilar-nuas-no-carnaval-de-quixada-denuncia-radialista/

Pastor ativista social é morto por grupo extremista muçulmano ligado ao Boko Haram

Divulgação

Um grupo de extremistas muçulmanos ligados ao Boko Haram matou um pastor evangélico que realizava trabalhos sociais na Nigéria.

Joshua Adah se tornou reconhecido no país por ter fundado uma escola para 400 crianças na aldeia de Bantaje. O trabalho do pastor era voluntário e oferecido gratuitamente às famílias mais carentes da região.

O assassinato, cometido por integrantes do grupo Fulani, aconteceu no começo deste mês, segundo informações do Christian Post. O pastor havia participado de um evento evangelístico e retornava para casa quando seu carro quebrou.

Parado à beira da estrada, Joshua Adah chamou um mecânico, que apesar dos esforços, não conseguiu fazer o carro voltar a funcionar. O pastor então pediu que o mecânico fosse atrás de um guincho, para rebocar o carro à oficina, e ficou aguardando o retorno do socorro.

Quando o mecânico voltou com o caminhão guincho, não encontrou o pastor no carro, e passou a procurar nas redondezas. Horas depois, o mecânico localizou o pastor já morto.

A viúva do pastor Joshua Adah expressou seu luto e pesar pela perda do marido: “Eu não sei por que Deus permitiu que Boko Haram tirasse sua curta vida. Mesmo quando isso se tornou perigoso, ele se recusou a parar, e continuou pregando Cristo nas aldeias, onde muitos não vão”, disse a esposa, que não se conformava com o fim precoce da vida do marido.

Mesmo com toda a tristeza, ela exaltou as escolhas que o marido havia feito em vida: “Ele compartilhou seus poucos recursos com os pobres. Ele mostrou o amor a eles. Sua casa era deles. Eu não posso conter as lágrimas. Eu me lembro de todas as vezes que ele orou comigo e me incentivou. Eu me sinto tão abalada!”, lamentou.

O Boko Haram tem perpetrado ações de terrorismo em diversas cidades nigerianas, e tem como objetivo erradicar o cristianismo do país africano.


Por Tiago Chagas - Via Gospel+