segunda-feira, 9 de março de 2015

Líderes de igrejas pentecostais se reúnem para discutir liberdade religiosa e casamento gay

Divulgação
Igrejas pentecostais de todo o mundo estão se organizando para discutir temas da sociedade que poderão influenciar a maneira como os cristãos vivem, pregam e se reúnem.

Uma primeira reunião com líderes de igrejas que representam mais de 90 milhões de membros aconteceu em Los Angeles, nos Estados Unidos. No encontro, que durou três dias, a discussão girou em torno de temas como o terrorismo, casamento gay, liberdade religiosa e harmonia racial – este último item, uma peculiaridade das igrejas norte-americanas.

Dentre os presentes haviam representantes de igrejas pentecostais bastante conhecidas, como a Quadrangular, representada por Glenn Burris; e a Assembleia de Deus, na figura de seu superintendente geral, George Wood, segundo informações do Charisma News.

O representante Quadrangular, George Wood, ressaltou a importância do encontro e da vontade de juntar forças: “Esta foi uma reunião histórica. Nós somos todos netos e netas do avivamento da Rua Azusa, e nestes dias, o Espírito Santo está nos atraindo a este testemunho comum, cumprindo a oração de Jesus: que o mundo nos conheça pelo nosso amor de uns pelos outros”, disse.

Para o assembleiano Burris, “há um forte sentimento de que as conversas entre nós pareceu muito com a igreja primitiva, que experimentou um acordo ‘dinâmico’. Um provérbio africano diz: ‘Se você quiser ir rápido, vá sozinho. Se você quer ir longe, vá junto’”, resumiu, ressaltando a importância de enfrentar os desafios que as mudanças sociais representarão para as igrejas.

Nos Estados Unidos há uma forte sensação de que em breve, muitas igrejas passarão a aceitar o casamento gay entre seus membros, e inclusive, há pastores que apoiam essa ideia publicamente, como no caso de Rob Bell. Igrejas tradicionais, como a Presbiteriana, estão a poucos passos de regulamentarem a união entre pessoas do mesmo sexo.

No entanto, essa ideia também é rebatida e considerada o princípio da queda da Igreja como corpo de Cristo: “Para mim, as denominações que fazem isso estão dando um passo para a queda da igreja nos Estados Unidos”, disse o pastor Woody Butler.


Por Tiago Chagas - Via Gospel+

Um comentário:

  1. eu acredito que isso é errado não é preconceito contra os homossexuais mas o Deus fez homem e mulher e não mulher com mulher e homem com homem então Deus quando fez a criação não errou o que não procede de Deus é do maligno. ja lembrando que não é preconceito devemos orar pelos homossexuais pra libertação deles pois Deus os ama como todos nós ele abomina somente o pecado essas pessoas são as que ele mais deseja resgatar do pecado dos vícios das cadeias espirituais

    ResponderExcluir

Olá,

Obrigado por comentar. Iremos avaliar o seu comentário para depois publicá-lo ou não. Não temos ninguém que faça a correção dos nossos textos, portanto, caso encontre algum erro, por favor, entre em contato que teremos o maior prazer em corrigi-lo.

Que Deus o abençoe!